quinta-feira, 10 de dezembro de 2015

Honda Biz 125 2016 é lançada sem grandes mudanças

Modelo teve alguns retoques e tem apenas versão EX de R$ 8.790. Motor foi enquadrado às novas regras de emissões do próximo ano.

Publicado no portal G1 em 09/12/2015
A Honda anunciou nesta quarta-feira (9) a chegada da Biz 125 2016 às concessionárias sem grandes mudanças. O modelo passa a ter apenas a opção top de linha EX disponível com preço R$ 8.790. Novo grafismo, mais espaço para bagagens sob o assento e alterações no visual do painel são as principais novidades.
Líder de vendas no segmento cub, a moto também passa a se enquadrar na 2ª fase do Programa de Controle da Poluição do Ar por Motociclos e Veículos Similares 4 (Promot), previsto para entrar em vigor em janeiro do próximo ano.

O motor segue o mesmo 1 cilindro de 124,9 cc, que rende 9,2 cavalos a 7.500 rpm e 1,04 kgfm de torque a 3.500 rpm. Como já acontecia na versão EX anterior, o freio é a disco na dianteira. A Biz 125 2016 está disponível nas cores vermelha, branca e preta e a garantia de 3 anos.

Pedro Sampaio encerra a temporada na final do SuperBike Brasil 2015

Piloto gaúcho de motovelocidade está confirmado na categoria SuperSport 600cc neste final de semana, em Cascavel (PR)

Fonte: Mundo Press
Pedro Sampaio reforça o grid da categoria SuperSport 600cc na oitava e última etapa do SuperBike Brasil, marcada para este final de semana em Cascavel, Paraná. O objetivo do piloto gaúcho de motovelocidade é colocar em prática tudo o que aprendeu durante a temporada no Europeu de SuperStock 600, campeonato que em 2015 fez parte das programações do Mundial de Superbike da FIM (Federação Internacional de Motociclismo).
“Tenho condições de brigar pela vitória na decisão do SuperBike Brasil e espero que seja um ótimo final de semana, para fechar o ano com chave de ouro”, comentou Sampaio. “As expectativas são muito boas, realizei vários testes com a moto nos últimos dias, durante os treinos na pista de Santa Cruz do Sul. Estou bem preparado e espero refinar o acerto nos treinos em Cascavel até chegar na preparação ideal do equipamento”, continuou o piloto, que compete a bordo da motocicleta Yamaha YZF-R6. Os treinos classificatórios serão realizados no sábado e as corridas, no domingo (dia 13).

Com percurso de 3.058 metros por 12 metros de largura, a pista do Autódromo Internacional Zilmar Beux é marcada por altas velocidades e traz boas lembranças. “Fui campeão brasileiro da categoria GPR 250cc em 2013 em Cascavel, e em 2014 confirmei o vice-campeonato nacional da classe para motos de 600cc. Tenho ótimas recordações da pista e espero conquistar mais um bom resultado. Gosto do cicuito de Cascavel, que tem o traçado veloz e simples. Ou seja, qualquer detalhe pode fazer toda a diferença”, explicou Sampaio.

Enquanto o gaúcho corre pela vitória, os pilotos que disputam a temporada do SuperBike Brasil aceleram de olho no título. Haverá corridas para oito categorias, sendo que na SuperSport 600cc a taça está indefinida entre o líder Matheus Oliveira e Alex Schultz.

terça-feira, 8 de dezembro de 2015

Produção de motos cai 38,4% em novembro ante 2014, diz Abraciclo

Foram fabricadas 74,9 mil unidades no Brasil em novembro. Em 11 meses, queda com relação a 2014 é de 15%.

Publicado no portal G1 em 08/12/2015
A produção de motos fechou novembro com queda de 38,4%, quando comparado ao mesmo mês do ano anterior, disse a Associação dos Fabricantes de Motos e Similares (Abraciclo), nesta terça-feira (5). Foram 74.972 unidades produzidas em novembro de 2015, contra 121.719 em novembro de 2014.
Comparado a outubro, que chegou a 104.388 motos, a queda foi de 28,2%. No ano, o setor acumula volume 15% inferior em relação aos 11 primeiros meses de 2014.
De janeiro a novembro de 2015, as fabricantes produziram 1.212.075, enquanto haviam feito 1.432.842 unidades no mesmo período de 2014.
"A estimativa inicial era que o ano fecharia em igual a 2014, mas devemos produzir 1.270.000 motos em 2015", disse Marcos Fermanian, presidente da Abraciclo. o ano passado fechou com 1.510.000 unidades produzidas.

sábado, 5 de dezembro de 2015

Cinquentinhas' crescem nos emplacamentos depois de exigência

Ciclomotores precisam de placa e habilitação desde julho. Shineray subiu para a 3ª posição entre as marcas que mais vendem.

Publicado no portal G1 em 01/12/2015
As "cinquentinhas" cresceram nos emplacamentos em novembro, informou a Federação Nacional da Distribuição de Veículos Automotores (Fenabrave), nesta terça-feira (1). Depois de o início da exigência de emplacamento e habilitação para conduzir os ciclomotores, a Shineray alcançou o posto de 3ª marca que mais vende motos no país, com 6.859 unidades no mês passado.
Antes do início da regulamentação, a empresa figurava em 5º, com média de menos de mil unidades emplacadas por mês. Outras marcas que mostraram alta nos emplacamentos foram Traxx, agora em 4º lugar, com 2.535 unidades, e a Bravax, que atingiu a 6º posição no mês, emplacando 1.960 unidades.

No ano passado, 135.416 unidades de ciclomotores foram importados ao Brasil e 32.032 produzidas no país. No entanto, apenas 17.011 foram emplacados, de acordo com números da Associação dos Fabricantes de Motos e Similares (Abraciclo), entidade da qual Shineray e Bravax não fazem parte.

VEJA AS MARCAS QUE MAIS VENDERAM EM OUTUBRO:
Em unidades
1º Honda - 71.165
2º Yamaha - 10.434
3º Shineray - 6.859
4º Traxx - 2.535
5º Dafra - 2.036
6º Bravax - 1.960
7º Suzuki - 1.274
8º Wuyang - 1.253
9º Italika - 632
10º BMW - 627

Vale a ressalva que o aumento nos emplacamentos não, necessariamente, significa um crescimento nas vendas dos ciclomotores, já que antes da exigência, as "cinquentinhas" não eram emplacadas.

Em outubro, a Justiça Federal suspendeu a exigência de Autorização de Condução de Ciclomotores (ACC), após decisão na 5ª Vara Federal de Pernambuco. Mas, em novembro, oTribunal Regional Federal da 5ª Região derrubou a liminar e a resolução que exige a ACC ou a Carteira Nacional de Habilitação (CNH) do tipo A, para motos, voltou a valer.

Além das marcas, modelos específicos começam a despontar nos emplacamentos. Antes "desconhecidas" entre as mais vendidas, Shineray XY 50, Traxx JL 50 e Bravax BX 50

VEJA O TOP 10 ENTRE AS MOTOS MAIS VENDIDAS:
1º Honda CG 160
novembro/15: 14.350
acumulado: 30.285
2º Honda Biz
novembro/15: 12.366
acumulado: 169.401
3º Honda NXR 160
novembro/15: 12.223
acumulado: 150.086
4º Honda CG 150
novembro/15: 11.693
acumulado: 280.752
5º Honda Pop 110i
novembro/15: 6.515
acumulado: 19.291
6º Shineray XY 50
novembro/15: 5.858
acumulado: 10.127
7º Honda CG 125
novembro/15: 3.699
acumulado: 57.919
8º Yamaha YBR 125
novembro/15: 2.479
acumulado: 32.008
9º Traxx JL 50
novembro/15: 2.256
acumulado: 8.277
10º Bravax BX 50cc
novembro/15: 1.953
acumulado: 2.653

segunda-feira, 30 de novembro de 2015

Santin conquista título brasileiro da GP 600 Evo na quarta vitória de Pavanelli

Paulista termina temporada do Moto 1000 GP com maior número de vitórias e fica a cinco pontos do gaúcho, primeiro campeão da categoria

Fonte: Grelak comunicação
Implantada em 2015 no Moto 1000 GP, a classe Evo proporcionou um patamar adicional de disputas por vitórias e títulos no Campeonato Brasileiro de Motovelocidade. Contemplando com classificação específica os pilotos que mantêm suas carreiras em evolução e visam integrar as principais categorias do motociclismo, a Evo compôs, na quinta temporada de história do evento, os grids das categorias GP 1000 e GP 600.
O primeiro campeão brasileiro da GP 600 Evo é Marciano Santin, piloto gaúcho que competiu com a Kawasaki da Santin Racing. Ele confirmou o título com o quinto lugar que conquistou no GP Lubrax, disputado no último domingo (29) no Autódromo Internacional de Curitiba valendo pela oitava e última etapa da temporada. Vencedor de três corridas, o representante de Bento Gonçalves chegou a 146 pontos na pontuação final.

“Tenho quase 40 anos e consegui meu quarto título nacional. Já está de bom tamanho para a minha carreira”, definiu Santin, que na década passada foi três vezes campeão das 250cc na fase do Campeonato Brasileiro anterior à criação do Moto 1000 GP. “Foi um ano difícil, tive um acidente bem sério já na segunda metade do campeonato, tive que me superar para voltar a correr. Sou muito grato à minha família e aos meus patrocinadores”, frisou.

CLASSIFICAÇÃO
A classificação final da GP 600 Evo, já computado o descarte obrigatório de um resultado por piloto, é: 
1º) Marciano Santin, 146 pontos; 
2º) Flávio Pavanelli, 141; 
3º) Júlio Fortunato, 92; 
4º) Márcio Bortolini, 83; 
5º) Marcelo Dias, 69; 
6º) Breno Pinto, 56; 
7º) Sérgio Prates, 48; 
8º) Marcos Fortunato, 47; 
9º) Victor Luciano, 44; 
10º) Rafael Fiorese, 36; 
11º) Douglas Pecoraro, 30; 
12º) Juninho Garcia, 21; 
13º) Damian Martinovich, 13; 
14º) Gregory Alfonso, 9.

Meikon Kawakami vence GP Lubrax e Brian David é campeão brasileiro da GPR 250

Incidente e queda de Ton Kawakami permitem ao piloto goiano conquistar o título com quinto lugar na pista de Curitiba

Fonte: Grelak Comunicação
Tida como a categoria de disputas mais equilibradas do Moto 1000 GP, a GPR 250 teve neste domingo (29), no Autódromo Internacional de Curitiba, a decisão de título mais acirrada de sua história. Brian David, piloto goiano da Estrella Galicia 0,0 by Alex Barros, conquistou o título da série de formação do Campeonato Brasileiro de Motovelocidade a partir de sua quinta colocação no GP Lubrax, oitava e última etapa da temporada de 2015.
Vencedor de quatro etapas no ano, David permitiu-se abdicar da disputa pelo primeiro lugar nas voltas finais da corrida a partir da queda sofrida por Ton Kawakami, da Playstation-PRT, com quem disputava o título. A vitória na prova coube a Meikon Kawakami, irmão e companheiro de equipe de Ton. O pódio do GP Lubrax contou ainda com Diogo Moreira, companheiro de equipe de David, e Rafael Traldi, da Motonil Motors-PDV Brasil/Usatec BSB Team.

O título de Brian David é o primeiro da Estrella Galicia 0,0 by Alex Barros na GPR 250. Em 2013, ano em que o Moto 1000 GP implantou a categoria de formação de pilotos, o gaúcho Pedro Sampaio tornou-se campeão brasileiro pela equipe Fábio Loko. Meikon Kawakami, vice-campeão de 2013, chegou ao título do ano passado defendendo a Playstation-PRT. David somou 151 pontos, contra 144 de Kawakami e 105 de Guilherme Brito, o terceiro.

GP LUBRAX – CATEGORIA GPR 250
(Resultado final em Curitiba após 12 voltas)
1º) Meikon Kawakami (SP/Honda), Playstation-PRT, 20min59s777
2º) Diogo Moreira (SP/Honda), Estrella Galicia 0, 0 by Alex Barros, a 0s749
3º) Rafael Traldi (SP/Honda), Motonil Motors-PDV Brasil/Usatec BSB Team, a 1s084
4º) Guilherme Brito (SP/Honda), Estrella Galicia 0, 0 by Alex Barros, a 1s330
5º) Brian David (GO/Honda), Estrella Galicia 0, 0 by Alex Barros, a 2s328
6º) Hebert Pereira (RS/Kawasaki), Motonil Motors-PDV Brasil/Usatec BSB Team, a 6s715
7º) Felipe Gonçalves (PR/Honda), Paulinho Superbikes, a 34s643
8º) Felipe Schumacher (RS/Honda), Carlos Barcelos, a
Melhor volta: Traldi, na 10ª, 1min43s117, média de 128,999 km/h

CLASSIFICAÇÃO
A classificação do campeonato, já computado o descarte obrigatório de um resultado por piloto, é: 
1º) Brian David, 151 pontos; 
2º) Ton Kawakami, 144; 
3º) Guilherme Brito, 105;
 4º) Diogo Moreira, 82; 
5º) José Duarte, 81; 
6º) Meikon Kawakami, 78; 
7º) Rafael Traldi, 75; 
8º) Felipe Gonçalves, 36; 
9º) Hebert Pereira, 29; 
10º) Indy Muñoz, 21; 
11º) Giovandro Tonini, 20; 
12º) Gustavo Gil, 18; 
13º) Niko Ramos, 17; 
14º) Cláudio Aleixo, 11; 
15º) Marcelo Fernandes, 8.

Gaia MX busca inspiração na natureza para personalizar óculos off road

O preço sugerido é de R$119,90.

Fonte: Engenharia de Comunicação
Vestir um óculos e assim penetrar no espírito de um animal da natureza para enfrentar a mais radical das trilhas e competições. Esta é a sugestão da Gaia MX, marca de acessórios da MXF Motors, que inspirou-se em animais que possuem características marcantes e únicas como dos pilotos off road para personalizar seus óculos. 
Optar por um destes modelos pode dizer muito sobre sua personalidade neste universo sobre duas rodas:
- O Gaia Lizard é inspirado no lagarto: um animal sangue frio, assim como os melhores pilotos.
- Inspirado no Blue Jay (pássaro Gralha Azul), suas cores transmitem harmonia.
- Inspirado no Suricato, pequeno mamífero nativo do deserto do Kalahari, este é o primeiro espécie da linha Infantil. Assim como os pequenos pilotos, o Suricato é destemido e irreverente.
- O modelo feminino Gaia MX Hummingbid é inspirado no beija-flor, que é extremamente rápido e o - ÚNICO pássaro capaz de permanecer imóvel no ar.
- O Gaia MX Duck recebeu este nome pelo seu formato que lembra os patos, mas também agrega as características marcantes destes animais, que apresentam grande destreza tanto em terra quanto na água.
- O Gaia MX Flamingo inspira-se neste pássaro de grande porte e muito forte, além de presença marcante.

Os produtos da Gaia MX mantêm como diferencial a armação produzida 100% de Poliuretano, ou seja, são altamente resistentes, leves e confortáveis. Os óculos possuem ainda: lente anti-embaçante e espelhada, encaixe anatômico, são inquebráveis e disponibilizam no mercado lentes para reposição (tear-off e roll-off).

segunda-feira, 23 de novembro de 2015

Faltam poucos dias para o Brasileiro de Arena Velocross 2015

Evento acontece em etapa única no PR e tem como objetivo estimular a prática do motociclismo

Fonte: Engenharia de Comunicação
Um campeonato com etapa única, que reúne pilotos de motos off road que abusam da potência e da aceleração. A pista é de terra, não possui saltos e outros obstáculos, o que deixa a atenção livre para as altas velocidades.

Estamos falando do Brasileiro Arena Velocross 2015, que acontece dia 28 de novembro em Campina Grande do Sul (Região Metropolitana de Curitiba - PR) na maior arena coberta da América Latina (percurso de 500 metros). O local possibilita acompanhar de perto a adrenalina e tudo que acontece nas pistas, e por isso a expectativa é que as arquibancadas atinjam sua capacidade máxima de público, que é de 15 mil pessoas.
Participam do evento em média 350 competidores de diversas categorias e idades. Os treinos acontecem desde às 8 da manhã, com classificatórios à tarde. As competições iniciam às 19 horas, com 15 minutos para cada categoria, sendo elas: Estreante Nacional; Estreante Especial; Mini Motos; 230cc; VX2; Batom; 65cc; VX3; 85cc; FLN; VX1. A Super Final - Desafio de 4 Estados - será realizada às 22 horas, com 8 minutos de prova mais uma volta.

Em sua 13ª edição, a Arena Velocross procura sempre incentivar o motociclismo. Prova disso é o estímulo que as modalidades infantis recebem. "Onde todas as crianças que irão competir pela categoria 50 cilindradas receberão medalhas iguais. Este simples gesto tem como objetivo integrar e motivar ainda mais à prática deste esporte", conta João H. Montani, da MXF Motors do Brasil, apoiadora do evento que irá confeccionar as medalhas. A empresa também sorteará camisas de piloto para as crianças e contará com estrutura da marca com exposição da linha MXF com atendimento ao público, além de demais ações e brindes no evento.

Os pilotos que queiram participar do evento podem se inscrever via Internet até às 12:00 da sexta feira que antecede o evento (27 de novembro), no site www.fprm.com.br.

quarta-feira, 11 de novembro de 2015

Triumph revela no Salão de Milão Speed Triple 2016, com novo motor

Propulsor de 3 cilindros ficou mais potente e eficiente, diz a fabricante.

Publicado no Portal G1.com em 11/11/2015
A Triumph revelou nesta terça-feira (10) a renovada Speed Triple, em seu modelo 2016, na Europa. Apesar de manter a identidade visual, a motocicleta teve importantes mudanças estruturais: recebeu novo motor e pacote eletrônico mais avançado.
Ainda não foram divulgados os detalhes técnicos da motos, mas foi mantida a configuração de 1.050 cc e 3 cilindros. A expectativa é que a estreia mundial ocorra no próximo Salão de Milão 2015 (EICMA), no dia 17 de novembro, na Itália.
De acordo com a empresa, o propulsor ficou mais potente, superando os 135 cavalos atuais, e também mais eficiente. Ao pacote tecnológico, foram adicionados controle de tração e embreagem anti-deslizante, complementando o já existente ABS.

segunda-feira, 9 de novembro de 2015

Triumph apresenta a nova geração do modelo Bonneville

Uma nova família de motores Bonneville é o novo coração da icônica British Twin.

Fonte: G6 Comunicação
A Triumph acaba de anunciar, na Inglaterra, a abertura de um novo capítulo na história do nome mais famoso e da silhueta mais distinta do motociclismo: a Triumph Bonneville. Este projeto de quatro anos, que começou do zero, demandou design, engenharia e produção de escala sem precedentes.
O resultado é a nova geração da icônica Bonneville. Uma família de cinco fascinantes novas máquinas, com 100% da autêntica personalidade, estilo e presença Bonneville – todas sendo referência em termos de desempenho, capacidade e qualidade, além de movidas por uma família de motores totalmente reformulada.
Com um conjunto exclusivo de chassi e suspensão para cada novo modelo e muita tecnologia focada no piloto – tudo voltado para oferecer maior confiabilidade, controle e desempenho -, a nova família Bonneville roda e faz manobras como uma líder de
categoria, verdadeiramente clássica e moderna, deve fazer.
Cinco novos modelos – todos com muita personalidade, beleza e estilos aprimorados e ótimo desempenho – integram a nova linha Bonneville: Street Twin, Bonneville T120, Bonneville T120 Black, Thruxton 1200 e Thruxton 1200 R. Com exceção da Thruxton 1200, que não será comercializada no mercado nacional, os quatro demais modelos começam a ser vendidos no Brasil no segundo semestre de 2016 – e todos serão montados em Manaus.

Produção de motos cai 27,8% em outubro ante 2014, diz Abraciclo

Foram produzidas 104.388 unidades no mês. Acumulado do ano chegou a 1.137.103 motos.

Publicado no portal G1.com em 06/11/2015
A indústria brasileira de motos fechou o mês de outubro com 104.388 unidades produzidas, informou a Associação dos Fabricantes de Motocicletas (Abraciclo), nesta sexta-feira (6). De acordo com a entidade, esse número equivale a recuo de 27,8% na produção, quando comparado ao mesmo mês do ano passado.
Em relação a setembro, a queda foi de 12,1%. No acumulado do ano, foram produzidas 1.137.103, o que corresponde a 174.020 unidades a menos que os primeiros dez meses do ano passado.

Com base nos licenciamentos registrados pelo Renavam (Denatran), foram emplacadas 89.020 motocicletas no décimo mês do presente ano, significando quedas de 9,3% ante o volume de setembro (98.101) e de 26% em relação a outubro de 2014 (120.317).

quarta-feira, 4 de novembro de 2015

BMW Group atinge novos recordes em receitas e lucratividade

O faturamento do  grupo no terceiro trimestre teve um aumento significativo para € 2,26 bilhões• As receitas aumentaram 14,0% para € 22,35 bilhões.

Fonte: BMW Group PressClub Brazil

 O Grupo BMW continua com um bom desempenho no ano apesar de um ambiente de mercado instável globalmente. O grupo atingiu novos recordes em termos de volume de vendas, receitas e lucratividade no terceiro trimestre de 2015. Esses indicadores de performance também melhoraram no período de nove meses, com novos recordes estabelecidos em cada caso.

O segmento de motocicletas definiu um novo recorde para o trimestre, com o volume de vendas aumentando em 16,3% para 33.993 unidades (2014: 29.239 unidades). As receitas do segmento para o período de julho a setembro cresceram em 22,7% para € 454 milhões (2014: € 370 milhões) puxadas pelo forte volume de vendas e um mix de modelos de alto valor agregado. O EBIT melhorou para € 46 milhões (2014: € 27 milhões; + 70,4%), enquanto o lucro antes dos impostos aumentou para € 45 milhões (2014: € 26 milhões; + 73,1%). Os números de lucros e volume de vendas marcam novos recordes para um terceiro trimestre. A tendência de alta nos negócios foi impulsionada pelos modelos BMW R 1200 R, R 1200 RS, S 1000 RR, S 1000 XR e F 800 R.

A BMW Motorrad também atingiu o seu melhor desempenho em nove meses em mais de 90 anos de operações, com as vendas aumentando 12,2% para 112.411 unidades (2014: 100.217 unidades). A receita do segmento aumentou 19,9% para € 1,64 bilhão (2014: € 1,37 bilhão). O EBIT melhorou atingindo € 273 milhões (2014: € 146 milhões; + 87%). O lucro antes dos impostos apresentou um cenário semelhante, com um salto de 89,5% para € 271 milhões (2014: € 143 milhões).

terça-feira, 3 de novembro de 2015

Rio Náutica inaugura nova loja em Maringá (PR)

Concessionária dos produtos BRP investe em espaço mais amplo e melhor localizado; Inauguração será nesta quinta-feira, 5 de novembro.

Fonte: Mundo Press
A Rio Náutica está de casa nova e promete surpreender o público de Maringá, no norte do Paraná. A concessionária dos produtos BRP terá espaço mais amplo e muito bem localizado na Avenida Colombo, 5088, Zona 7. A inauguração da loja está marcada para esta quinta-feira (dia 5), com coquetel às 19 horas.
“A nova loja possui 2.300 metros quadrados, o dobro do espaço anterior. A gente vê a conquista como um divisor de águas e o público da região merece o nosso investimento”, comentou Saul Rodrigues, da Rio Náutica. Os produtos da BRP incluem as motos aquáticas Sea-Doo, os veículos Can-Am e os motores de popa Evinrude.

“A parte da frente da loja terá o showroom dos produtos BRP e dos barcos e lanchas comercializados pela Rio Náutica. Já na parte de trás, cujo acesso ainda pode ser feito pela rua paralela, ficará o setor de assistência técnica. A mudança de ambiente foi grande, temos certeza de que o investimento irá aumentar a nossa visibilidade e o potencial de vendas na região”, concluiu Rodrigues.

Serviço
Nova Loja Rio Náutica
Endereço – Avenida Colombo, 5088, Zona 7 – Maringá (PR)
Inauguração – 5/11, às 19h
Funcionamento – De segunda a sexta-feira, das 8h às 18h; Sábado, das 8h às 13h
Telefone – (44) 3262-6365

quarta-feira, 28 de outubro de 2015

Campeão brasileiro é piloto da casa no Desafio 3R Motos de Enduro FIM

Rigor Rico

Detentor do título nacional da E2, Rigor Rico busca o bicampeonato da prova marcada para 15 de novembro em Barão de Cocais (MG)

Fonte: Mundo Press Comunicação.
O 2º Desafio 3R Motos terá muitas feras do Enduro FIM em ação. Uma delas, porém, conta com atenção especial da torcida de Barão de Cocais. A cidade mineira recebe a segunda edição da prova no dia 15 de novembro e destaca o piloto da casa Rigor Rico, que acaba de conquistar o título brasileiro da modalidade na categoria E2 – o segundo de sua carreira. Ele ainda defende a taça de campeão do Desafio 3R Motos.
“É muito importante poder mostrar o meu trabalho para o público da região e ainda estar perto da família e dos amigos”, comentou Rigor Rico. “A Prefeitura de Barão de Cocais é grande incentivadora do esporte, tanto que apoia a minha carreira de piloto e realiza o Desafio 3R Motos. A cidade possui diversas opções de trilhas e belezas naturais, sem dúvidas é perfeita para a prática do motociclismo off-road”, continuou o piloto.

O Desafio 3R Motos ainda será válido como a grande final do Campeonato Mineiro de Enduro FIM, com direito a pontuação dobrada. Na briga direta pelo título estadual da E2, Rico foi um dos idealizadores do evento, que ainda terá a participação de seus dois irmãos: Ripi Galileu, líder da E3 no Mineiro, e Riago Dilan, diretor de prova. A primeira edição do Desafio 3R Motos foi eleita pela Federação Mineira de Motociclismo a melhor etapa de 2014, em uma votação que envolveu os pilotos.

“A torcida de Barão de Cocais é um show à parte, o pessoal gosta muito do enduro e sempre nos incentiva. Espero fechar bem o ano e conquistar o segundo título consecutivo do Desafio 3R Motos”, concluiu Rico. Com três voltas, sendo a primeira de reconhecimento, a prova inclui 38 quilômetros de percurso. Haverá um Cross Teste no Clube do Cavalo, onde o público poderá ver de perto as feras em ação, além de dois Enduro Teste e um Extreme Teste.

Serviço - 2º Desafio 3R Motos
Data: 15 de novembro de 2015
Local: Clube do Cavalo, Barão de Cocais (MG)
Abertura da secretaria de prova: 8h
Parque Fechado e vistorias: Das 8h30 às 9h55
Briefings com os pilotos: Dia 14, às 19h; Dia 15, às 9h45
Largada do primeiro competidor: 10h

Marca Gaia MX de óculos off road e acessórios está sob nova direção no Brasil

Os produtos da Gaia são utilizados pelos melhores pilotos do país, entre eles Caio Lopez, Tata Mello e Tata Pelegrino.

Fonte: Engenharia de Comunicação
A MXF Motors amplia cada vez mais seu mix de produtos para os apaixonados pelo universo off road e ingressa definitivamente no mercado de acessórios.
Sua mais recente novidade é a aquisição da Marca Gaia MX. A empresa disponibiliza para todas as regiões do país os óculos, lentes, tear off e roll off, dentre seus modelos se destacam: Carbon, Duck, Flamingo, Blackout, Macaw e Suricato (Infantil).
Todos os modelos recebem tratamento químico na lente que impede o embaçamento;contém armação inquebrável e super leve (moderna tecnologia de injeção TPU); suas lentes salva a single clear (transparente) possuem espelhamento que não impede a passagem de luz e aumenta o contraste entre objetos melhorando a visibilidade.

Os óculos Gaia possuem ainda exclusivo Fitting Nose, tecnologia que possibilita um encaixe anatômico no rosto do piloto, garantindo máxima vedação sem perder o conforto. O Dynamic Air Flow é outro diferencial do produto, que consiste em aberturas estratégicas na frente da armação para a passagem de ar e ação anti-embaçante.
Mais informações: www.gaiamx.com.br / comercial@gaiamx.com.br e (41) 3013-4780.

terça-feira, 27 de outubro de 2015

Lussiana é bicampeão do Moto 1000 GP e BMW Motorrad Petronas Racing conquista título da categoria

Lussiana sagra-se campeão com uma etapa de antecedência; Piloto da equipe BMW Motorrad Petronas bate recorde da pista com volta mais rápida.

Fonte: BMW Group Press Club Brazil
O piloto Matthieu Lussiana sagrou-se bicampeão da GP 1000, a principal categoria do Moto 1000 GP, neste domingo, durante a sétima e penúltima etapa do campeonato, realizada em Santa Cruz do Sul (RS). Lussiana largou na pole position e, de quebra, registrou um novo recorde da pista, cravando a volta mais rápida da prova, com o tempo de 1min23s593. Com o resultado, o piloto da equipe BMW Motorrad Petronas Racing alcançou 176 pontos na temporada e não pode ser mais alcançado pelo argentino Diego Pierluigi, que terminou na terceira posição na corrida gaúcha.
"Estou muito feliz. O final de semana começou um pouco difícil. Tive uma queda no segundo treino livre, mas conseguimos trabalhar muito bem, melhorar a moto e largar na frente. Na corrida, também tive um começo complicado, mas mantive a cabeça fria e a estratégia final foi boa. Assumi a ponta, consegui abrir e estou muito feliz por ser campeão de novo no Brasil", comemorou Lussiana, que já venceu cinco das sete etapas desta temporada.

Logo após a largada, Lussiana caiu para a quarta colocação, mas se recuperou e assumiu novamente a ponta, permanecendo até o fim da prova. Ao cruzar a linha de chegada, a bordo de sua BMW S 1000 RR #1, o piloto francês comemorou muito e o mesmo ocorreu no pódio, ao erguer o troféu de campeão.

Companheiro de equipe de Lussiana, o argentino Luciano Ribodino largou na terceira posição e completou a corrida em quinto, apesar de ter brigado até o fim por um lugar no pódio. "Dava para ter chegado ao pódio, mas forcei muito na metade da corrida e no final estava muito cansado e não deu para acompanhar. Não estou muito contente, porque queria estar no pódio, mas vamos para a próxima", desabafou o piloto que substitui o titular Sebastian Porto, que ainda se recupera de uma lesão no joelho, sofrida após uma queda na terceira etapa do campeonato.
A próxima e última etapa do campeonato está marcada para o dia 29 de novembro, em Curitiba (PR).

segunda-feira, 26 de outubro de 2015

Kawasaki revela a 'pequena' moto Z125 para briga com a Honda MSX 125

Modelo tem motor de 125 cc e 10 cavalos de potência. Com dimensões compactas, Z125 pesa apenas 101 kg.

Publicado no portal G1 em 26/10/2015
A Kawasaki apresentou mundialmente a inédita Z125, modelo que foi desenvolvido para brigar com a Honda MSX 125.
Além da baixa cilindrada, estas motos são realmente pequenas, com dimensões mais compactas que uma 125 cc vendida no Brasil.
Com duas versões, a básica e a Pro, a Z125 foi definida pela empresa como uma supernaked ágil.
O motor é de 1 cilindro e 125 cc, que é capaz de gerar 10 cavalos de potência, para um peso de apenas 102 kg.
Na versão de entrada, a Z125 possui câmbio automático, enquanto a Pro, mais esportiva, a escolha foi um câmbio manual de 4 marchas.
Tanto a Z125 como a MSX 125, também chamada de Grom 125 nos Estados Unidos, possuem como alvo o público jovem.
No caso da Honda, a empresa se inspirou no conceito Monkey de 1963

Ricardo Martins é Top 10 das motos no Baja Portalegre 500, em Portugal

Ricardo Martins

Logo em sua estreia, piloto de rali do Team Rinaldi é o sétimo mais rápido na classificação geral e quinto da classe TT2

Fonte: Mundo Press.
O catarinense Ricardo Martins teve estreia de destaque no tradicional Baja Portalegre 500, em Portugal. O piloto de rali do Team Rinaldi foi o sétimo mais rápido entre as motos da 29ª edição da prova, além de confirmar o quinto lugar na classe TT2. O desafio, que terminou neste sábado, somou 500 quilômetros em dois dias de disputas.
“A prova foi de alto nível técnico e eu aprendi bastante. Estou contente de ter vindo para Portugal, ainda fiz muitas amizades”, contou Martins. Após ficar em 23º no prólogo, o brasileiro fechou o primeiro dia em 11º lugar e buscou mais posições na etapa final, confirmando a sétima colocação das motos.

“O evento reuniu mais de 200 motos inscritas, 81 delas participantes do Campeonato Português. Estou muito feliz de ficar no Top 10, os portugueses conhecem o terreno e treinam por aqui antes das corridas. Eles disseram que é muito difícil um competidor de fora ter destaque”, continuou o piloto do Team Rinaldi.

“Tenho certeza de que a experiência irá render frutos nos campeonatos do Brasil”, concluiu Martins. Em 2015, o piloto já assegurou a taça da classe Production Aberta no Campeonato Brasileiro de Rally Baja, do qual é o líder das motos.

terça-feira, 20 de outubro de 2015

Moto anfíbia Biski é revelada nos Estados Unidos e faz passeio por lago

Velocidade máxima é de 128 km/h na terra e 60 km/h na água. 

Publicado no portal G1 em 20/10/2015
A empresa norte-americana Gibbs Sports apresentou novidades para sua linha de veículos anfíbios. Além dos já conhecidos quadriciclos que podem rodar na terra e na água, a empresa revelou conceitos de moto e triciclo anfíbio.
Chamados de Biski e Triski, os veículos fizeram sua estreia no AIM Expo, salão de motos realizado nos Estados Unidos.
Com duas rodas, a moto Biski possui motor de 2 cilindros com 55 cavalos de potência para um peso de 228 kg.
Sua velocidade máxima é de 128 km/h na terra e 60 km/h na água.
De acordo com a empresa, o veículo leva apenas 3 segundos para se estabilizar na água e são 5 segundos o tempo de conversão, no qual as rodas são recolhidas e o Biski vira uma verdadeira moto aquática.
Para a divulgação, a fabricante fez um vídeo promocional mostrando o Biski se deslocando em um lago.

Honda CB Twister 2016 é mais leve do que marca havia anunciado

Empresa divulgou errata; modelo é 2 kg mais leve em ambas versões. Moto substitui CB 300R e é o principal lançamento da Honda no ano.

Publicado no Portal G1 em 20/10/2015
A Honda CB Twister 2016 é mais leve do que a marca havia divulgado durante seu lançamento, informou a fabricante japonesa em errata nesta segunda-feira (19). O modelo chegou para substituir a CB 300R e é a principal novidade da marca no ano.
O peso correto da moto é de 135 kg, para a versão sem ABS, e 137 kg, no caso da moto com ABS - 2 kg a menos do que havia sido anunciado inicialmente.
Durante o lançamento da Twister, no Salão Duas Rodas 2015, a empresa falou que o modelo pesava 137 kg (sem ABS) e 139 kg (com ABS).
A Twister chegou ao mercado por R$ 13.050, na versão Standard, e de R$ 14.550, com freio ABS, como substituta da CB 300R, que saiu de linha.

Com a Twister, o objetivo da empresa foi se reposicionar no segmento e lançar um modelo mais acessível que a CB 300R e, para isso, "ressucitou" o nome Twister, utilizado na antiga CBX 250.

Com o motor de menor cilindrada de 250, a CB Twister rende 4 cavalos a menos que a CB 300R, mas é 10 kg mais leve. Assim, se aproxima mais da Yamaha Fazer 250.
Segundo a empresa, a CB Twister tem motor de 1 cilindro e 249,5 cc, que rende 22,6 cavalos de potência - o câmbio é de 6 marchas.
A expectativa da empresa é vender 40 mil unidades do modelo por ano.

Justiça Federal suspende exigência de habilitação para 'cinquentinhas'

Decisão preliminar da 5ª Vara em PE vale para todo o território nacional.Exigência do Contran a condutores dos ciclomotores vigorava desde 2004.

Publicado no portal G1 em 20/10/2015
Condutores de veículos ciclomotores de cinquenta cilindradas, as chamadas cinquentinhas, não precisam mais de habilitação para circular, como exigia a Resolução nº 168/04 do Conselho Nacional de Trânsito (Contran).
É que uma decisão preliminar da juíza Nilcéa Maggy, da 5ª Vara Federal em Pernambuco, proferida na última quinta-feira (15), suspendeu a exigência da Autorização para Condução de Ciclomotores (ACC) em todo o território nacional, mas ainda cabe recurso.

Questionado pelo G1, o Departamento Nacional de Trânsito (Denatran) afirmou que ainda não foi notificado e só irá se posicionar sobre o assunto depois que isso ocorrer.

O processo teve como base uma ação civil pública impetrada pela Associação Nacional dos Usuários de Ciclomotores (Anuc). O Contran exige a Autorização para Condução de Ciclomotores (ACC) ou a Carteira Nacional de Habilitação (CNH) do tipo A em todo território desde o ano de 2004, mas com a decisão, esta exigência passa a não valer mais.

De acordo com a assessoria da Justiça Federal em Pernambuco, entretanto, a decisão refere-se tão somente à habilitação dos condutores. Isso quer dizer que continua valendo a exigência para licenciamento e emplacamento dos ciclomotores.

A decisão da 5ª Vara entendeu que não há regulamentação para obtenção da ACC. "(...)pugnou pela antecipação dos efeitos da tutela para determinar à União, no prazo de 48 (quarenta e oito) horas, a contar da intimação da decisão concessiva da liminar, a sustação, em todo o território nacional, da Resolução no 168/2004 do Contran, no que diz respeito à ACC, conferindo aos usuários de ciclomotores o direito de circular em seus veículos sem a exigência de habilitação, até que seja devidamente regulamentada a ACC, sob pena de incidência de multa diária", diz um trecho da ação.

A decisão levou em consideração o fato de que os veículos de capacidade de potência limitada a 50 cilindradas possuem características distintas dos demais como as motocicletas e automóveis, o que não os insere em nenhum nível de habilitação.

domingo, 18 de outubro de 2015

Carlos Campano e Hector Assunção ficam com título da Copa Brasil de Motocross 2015

Piloto da Yamaha Grupo Geração venceu na MX1, e atleta da Equipe Honda Mobil garantiu a vitória na MX2

Fonte:Vitrusdigital
Carlos Campano e Jean Ramos travaram um duelo particular para a equipe Yamaha Grupo Geração na decisão do título da categoria MX1 da Copa Brasil de Motocross disputada neste fim de semana, 17 e 18 de outubro. Para colocar ainda mais tempero, o octacampeão mundial Antonio Cairoli, da Red Bull KTM, fez uma participação especial no evento e deu show para os 15 mil expectadores que estiveram no Motódromo Marronzinho, em São José, Santa Catarina.

Cairoli venceu as duas baterias e conquistou a etapa de São José. Mas, a expectativa gerada desde o comunicado da participação do italiano era a de como se sairiam os pilotos que estão no Brasil.
Na primeira bateria, Ramos e Campano deixaram claro que a vida do italiano não seria fácil. A dupla da Yamaha Grupo Geração largou na frente e só aos 18 minutos, dos 30 de prova, é que Cairoli conseguiu assumir a liderança e cruzar a linha de chegada com 13 segundos de vantagem.

Antonio Balbi Junior (Pro Tork 2B Kawasaki Racing) fez uma boa corrida e terminou na quarta posição, seguido por Jetro Salazar (Escuderia X), em quinto.
Carlos Campano largou na frente na segunda bateria, com Jean Ramos em segundo e Antonio Cairoli em terceiro. O italiano assumiu primeira posição na primeira volta, e a corrida parecia se encaminhar para uma disputa entre os pilotos da Yamaha pelo título da Copa Brasil.

Mas, Cairoli errou e caiu, voltando à corrida na terceira posição. De volta à liderança, Campano tratou de abrir vantagem. Jean Ramos resistiu aos ataques do italiano por cerca de cinco voltas, mas acabou perdendo a segunda posição.

Cairoli ultrapassou Campano já passando dos 25 minutos de corrida. Começou, então, o duelo entre Campano e Jean pelo título. O brasileiro pressionou o espanhol até a última volta, e ambos se aproximaram de Cairoli, que cruzou a linha de chegada com uma diferença de cerca de 2 segundos para os pilotos da Yamaha.

sexta-feira, 9 de outubro de 2015

Fãs poderão ver de perto a gama completa de produtos, além das novidades BMW Concept Stunt G 310 e BMW S 1000 XR

Fonte:BMW Group PressClub Brazil
A BMW Motorrad reservou ao Salão Duas Rodas, maior evento de motocicletas da América do Sul, grandes novidades: a apresentação mundial da BMW Concept Stunt G 310 e o lançamento da BMW S 1000 XR no Brasil. As estreias poderão ser vistas de perto de 7 a 12 de outubro, no Pavilhão de Exposições do Anhembi, em São Paulo, em estande com 819 m² que contará, ainda, com a presença de modelos consagrados da BMW Motorrad.
O conceito de identidade ‘Make Life a Ride’, que motiva os fãs a encararem a vida como uma aventura, está presente em cada ponto do estande e convida o público a experimentar o estilo de vida contagiante e emocionate da família BMW Motorrad, tanto para os apaixonados por motovelocidade quanto para aqueles que se aventuram no fora-de-estrada.

Os visitantes podem, ainda, saber mais sobre o BMW Rider Training on e off-road, o BMW GS Trophy, o BMW Motorrad Days e a BMW Motorrad Racing Team, equipe de motovelocidade do piloto Alex Barros, patrocinada pela marca. Matthieu Lussiana, atual líder do campeonato Moto 1000 GP, estará presente no estande.

Na área externa, em circuito fechado, quatro modelos estarão disponíveis para test-ride: F 800 R, F 800 GS Adventure, R 1200 GS e S 1000 R.

“Trata-se de uma excelente oportunidade de nos aproximarmos ainda mais do público brasileiro, por isso criamos uma área especial para apresentar nossas atividades de relacionamento e experiência com nossos produtos”, comenta Federico Alvarez, diretor da BMW Motorrad Brasil.

Todos os modelos das linhas Roadster, Tour, Sport e Adventure disponíveis no mercado nacional estão expostos no evento, incluindo BMW S 1000 RR e S 1000 R, recém-incorporados à linha de produção nacional da BMW Motorrad, em Manaus (AM). Os destaques, no entanto, ficam por conta do lançamento da S 1000 XR e da apresentação da BMW Concept Stunt G 310.

a Concept Stunt G 310 é o conceito inédito de motocicleta BMW acima de 300 cilindradas. Seu desenvolvimento contou com a contribuição direta do Chris Pfeiffer, tetracampeão mundial e europeu de stunt riding.

Dentre os modelos expostos estão ainda F 800 R, S 1000 R, R nineT, da linha Roadster, K 1600 GTL, K 1600 GTL Exclusive, da Tour, a Sport S 1000 RR e a família Adventure G 650 GS, F 800 GS, F 800 GS Adventure, R 1200 GS, R 1200 GS Adventure e S 1000 XR.





quinta-feira, 17 de setembro de 2015

MV Agusta F3 800 ganha versão Mercedes-AMG

Novidade foi revelada no Salão de Frankfurt, na Alemanha. Motor de 3 cilindros rende 148 cavalos de potência.

Publicado no portal G1 em 17/09/2015
A MV Agusta revelou, em parceria com a Mercedes-Benz, uma edição especial da moto F3 800 inspirada no esportivo alemão AMG GT.
Esta novidade foi apresentada no Salão de Frankfurt 2015 (IAA) e mostra a motocicleta com cores amarela e preta ao estilo "solar beam".
Esta ação foi mais uma entre MV e Mercedes, que é dona de 25% da fabricante de motos de luxo italiana.
O modelo possui motor de 3 cilindros e 798 cc, que é capaz de gerar 148 cavalos de potência máxima, isso para um peso de 173 kg.
Para controlar toda esta força, o modelo possui acelerador eletrônico, controle de tração e freios ABS.

quarta-feira, 26 de agosto de 2015

Setor de Motos do Amazonas registra crescimento de 1.528% em 17 anos


Segundo a Abraciclo, o estado do Amazonas registrou crescimento de 1.528,19% em sua frota de motos nos últimos 17 anos. 

Fonte: Engenharia de Comunicação.
Em 1998, o estado possuía 16.189 veículos duas rodas circulando pelas ruas. O crescimento gradativo resultou numa frota que hoje (2015) contabiliza 263.588 motos. Somente nos primeiros seis meses deste ano, o estado ganhou 8.883 novas motos. O aumento anual médio é de cerca de 25 mil motos (2012 -2013 e 2013-2014).
Neste cenário, aumentam também os acidentes com motociclistas. No Amazonas, 30,3% dos acidentes fatais no trânsito envolvem motociclistas,de acordo com o último relatório do chamado “Mapa da Violência”, produzido pelo Centro Brasileiro de Estudos Latino-americanos no final de 2013.

A maioria dos acidentes ainda ocorre por imprudência, matam ou deixam sequelas graves no motociclista. Segundo Ricardo Theiss, da Laquila Peças e Acessórios, o simples uso correto dos chamados Equipamentos de Proteção Individual, como jaquetas, calças com proteção, botas, luvas e capacetes, podem aumentar as chances de um motociclista sobreviver ou amenizar suas lesões em até 35%.
“Com o aumento de acidentes, cresce a consciência do motociclista com relação à segurança. Antes ele utilizava somente capa de chuva e capacete. Hoje, já pensa mais na proteção e veste acessórios que protegem na hora da queda e evitam implicações na pele, como queimaduras”, afirma Ricardo.

Estes e outros dados fazem parte do trabalho que a Laquila Peças e Acessórios mostrará na cidade de Parintins na próxima quarta-feira (26/08) durante o Workshop “Moto e Mercado”. A palestra é aberta ao público e gratuita.

sábado, 22 de agosto de 2015

Honda reduz produção de motos em 18% para evitar demissões

Mário Okubo, gerente relações institucionais Honda Motos

Empresa produz 5 mil motocicletas por dia contra 7 mil na 'pré-crise'.

Publicado no portal G1.com 20/08/2015
A crise econômica que afeta o Brasil chegou também ao polo de duas rodas. Na Zona Franca de Manaus, onde houve 14% mais demissões no 1º semestre do que no mesmo período de 2014, a Honda produziu 18% menos motos de janeiro a junho, na comparação com 1 ano atrás. A marca é a maior fabricante desse tipo de veículo no Brasil, detentora de 80% do mercado.
Saem da linha cerca de 5 mil motos por dia contra mais de 7 mil na época "pré-crise". "Hoje sai uma moto em torno de 20 a 22 segundos no final da linha de montagem. Em alta produção, esse tempo chega a 18 segundos. Essa é uma medida para a gente controlar a produção e, até por isso, conseguimos manter uma mão de obra ociosa", explicou o o gerente de relações institucionais da Moto Honda, Mário Okubo.

A montadora diz enfrentar o momento investindo na renovação da motocicleta mais vendida, a CG 150, que agora se chama CG 160, e do modelo mais popular, a Pop. "Esses modelos sempre foram nossos carros-chefe. As mudanças são mais em função do mercado, da necessidade dos consumidores, do que eles querem. Esses modelos são nossas maiores vendas, correspondem a cerca de 500 mil unidades por ano", disse Okubo. Em 2014, CG 150 e Pop venderam cerca de 450 mil unidades.

As motos também ficaram mais caras. Para o Amazonas, a Pop 110i tem preço sugerido de R$ 5.900. Para a nova CG 160, que substitui a antiga CG 150, o preço médio no estado é de R$ 7.990, para a CG 160 Fan, e R$ 9.990, para a top de linha CG 160 Titan. Os valores não incluem frete e seguro.

segunda-feira, 3 de agosto de 2015

Yamaha YZF-R3: a anti Kawasaki Ninja 300 no Brasil

Moto começa a ser produzida no Brasil e vendida em setembro com preço inicial
 R$ 19.990.

Publicado no Portal G1 em 02/08/2014.
A Yamaha anunciou neste domingo (2) que vai vender a pequena esportiva YZF-R3 a partir da segunda quinzena de setembro no Brasil. Com produção nacional, o modelo chegará para ser a principal rival da Kawasaki Ninja 300 e terá valor de R$ 19.990, para a versão de entrada, e R$ 21.990, equipada com freios ABS - estará disponível na segunda quinzena de novembro.
Lançada mundialmente em 2014, a R3 é uma versão de baixa cilindrada da esportiva YZF-R1 e tem como base motor de 2 cilindros e 320,6 cc de cilindrada.
De acordo com a empresa, este bicilíndrico rende 42,01 cavalos de potência a 10.750 rpm e 3,02 kgfm de torque a 9.000 rpm.
Outra rival da YZF-R3 é a Honda CBR 250R, mas esta possui motor de 1 cilindro. A Dafra também disponibiliza uma pequena esportiva monocilíndrica no Brasil, a Roadwin 250R.
Para o lançamento da R3 no Brasil, a Yamaha trouxe Jorge Lorenzo ao Brasil, bicampeão mundial de MotoGP, e atula piloto oficial da marca, ao lado de Valentono Rossi.

Rally dos Sertões – Can-Am Maverick domina primeiro dia dos UTVs

Deninho Casarini

Bruno Sperancini e Lourival Roldan comandam o pelotão dos mais rápidos da categoria, formado por seis veículos da marca canadense

Fonte:Mundo Press Comunicação
O Can-Am Maverick dominou completamente a primeira etapa dos UTVs no Rally dos Sertões 2015, realizada neste domingo entre Goiânia e Rio Verde, em Goiás. O piloto Bruno Sperancini e o navegador Lourival Roldan comandaram o batalhão dos mais rápidos a bordo do Can-Am Maverick Xds, de acordo com os resultados extra-oficiais. Atuais campeões da prova, Vinícius Mota e Rafael Schimuk ficaram em segundo lugar, seguidos por Lucas Barroso/Lauro Sobreira, Rodrigo Varela/João Arena, Deninho Casarini/Eduardo Shiga e Carlo Collet/Marcos Lara – todos com o Can-Am Maverick Xds Turbo.

A etapa de abertura teve 361,14 km de percurso, sendo 205,74 km de especiais (trechos cronometrados). “Foi um dia repleto de lombas, poeira, altas velocidades e muito calor. A prova começou bastante difícil e competimos no nosso ritmo, sem nos preocupar com os concorrentes”, comentou o mineiro Sperancini, que compete pela classe Super Production. Ele é o atual tricampeão brasileiro de rally cross country entre os UTVs.

As duplas nordestinas mostraram força. Os maranhenses Mota e Schimuk iniciaram bem a defesa do título da categoria e ainda lideram a classe Turbo. “A especial foi muito boa. Fiquei um pouco preocupado com as lombas, mas depois aproveitei para acelerar nas áreas descampadas”, comentou Mota. Barroso e Sobreira, do Ceará, também foram destaques. “Apesar de termos ido muito bem, o dia foi cansativo e bastante complicado. Os saltos não são comuns na minha região, ou seja, não estamos acostumados com o tipo de terreno”, comentou Barroso.

A segunda etapa do Rally dos Sertões será realizada nesta segunda-feira e tem destino a Itumbiara, em Goiás, com 334,97 km de roteiro (156,73 km de especiais). Agora nas versões aspirado e turbo, o Can-Am Maverick acelera em busca do terceiro título consecutivo dos UTVs. O percurso de 2015 inclui 2.875,79 quilômetros no total, sendo 1.508,60 de trechos cronometrados (especiais). A chegada inédita será em Foz do Iguaçu (PR), no dia 8 de agosto, e as disputas incluem ainda categorias para motos, quadriciclos e carros.

quinta-feira, 30 de julho de 2015

Rally dos Sertões – Categoria para UTVs têm grid cheio e alto nível técnico

Veículo Can-Am Maverick está na briga para conquistar terceiro título consecutivo da prova, que conta com a classe Turbo como novidade em 2015

Fonte: Mundo Press Comunicação
Os UTVs prometem disputas de alto nível técnico na 23ª edição do Rally do Sertões, que tem início neste sábado em Goiânia (GO). A categoria soma 30 veículos inscritos e terá as classes Super Production e Turbo, novidade de 2015. O Can-Am Maverick, agora nas versões com motor aspirado e turbo, está na briga para manter a hegemonia no maior evento off-road do país. O UTV da marca canadense foi o mais rápido e resistente nas últimas edições, com Vinícius Mota / Rafael Shimuk (em 2014) e Carlo Collet / Marcos Lara (2013).
Com direção a Foz do Iguaçu (PR), palco da chegada inédita no dia 8 de agosto, o Rally dos Sertões reserva 2.875,79 quilômetros de percurso no total, sendo 1.508,60 de trechos cronometrados (especiais). O roteiro será marcado por altas velocidades e piso predominante de cascalho e piçarra, além de passagem por regiões serranas e canaviais. “A disputa dos UTVs será acirrada, além de grid cheio a categoria possui competidores muito experientes”, comentou o maranhense Vinícius Mota, que defende o título a bordo do Can-Am Maverick Xds Turbo. “O UTV é muito veloz e tem uma retomada fantástica”, acrescentou.

O veículo também estará em ação na categoria Turbo com as duplas Carlo Collet/Marcos Lara, Deninho Casarini/Eduardo Shiga, Rodrigo Varela/João Arena, Lucas Barroso/Lauro Sobreira, André Sawaya/Daniel Spolidorio, Dalger Junqueira Júnior/Marcelo Neto, José Jorge Sawaya/Marcelo Haseyama, Marcelo Gastaldi/Breno Ferreira e Rodrigo de Carvalho/Marcelo Conceição. Já o Can-Am Maverick Xds acelera por vitórias na Super Production com Bruno Sperancini/Lourival Roldan e Gabriel Varela/Gabriel Morales.

Irmão de Gabriel, Rodrigo Varela está de olho no título inédito ao lado do navegador João Arena. “Cheguei perto nos anos anteriores e espero conquistar a taça desta vez. Estou bastante adaptado ao Can-Am Maverick Xds Turbo, que tem uma perfomance incrível nas provas. O Sertões mudou bastante as paisagens desse ano, teremos muitos saltos e lombas, que irão exigir bastante preparo físico dos competidores e resistência dos UTVs, especialmente nos eixos e suspensões”, explicou o paulista.

Acostumado ao calor, o cearense Lucas Barroso está pronto para as dificuldades. “A concorrência será pesada e correr no frio, um grande desafio. Confio bastante no equipamento, que oferece muita potência e resistência, e vamos para cima”, concluiu. O Rally do Sertões 2015 possui 183 competidores inscritos, incluindo ainda as categorias para motos, carros e quadriciclos. Confira o roteiro da prova:

1/8 – Prólogo (das 11h30 às 14h) e largada promocional (17h15) no Autódromo Internacional de Goiânia

2/8 – 1ª etapa – Goiânia (GO) / Rio Verde (GO)
Deslocamento inicial: 50,84 km
Trecho cronometrado: 205,74 km
Deslocamento final: 104,56 km
Total do dia: 361,14 km

3/8 - 2ª etapa - Rio Verde (GO) / Itumbiara (GO)
Deslocamento inicial: 28,22 km
Trecho cronometrado: 156,73 km
Deslocamento final: 150,02 km
Total: 334,97 km

4/8 - 3ª etapa - Itumbiara (GO) / São Simão (GO)
Deslocamento inicial: 143 km
Trecho cronometrado: 295,05 km
Deslocamento final: 65,32 km
Total do dia: 503,37 km

5/8 - 4ª etapa - São Simão (GO) / Três Lagoas (MS)
Deslocamento inicial: 147,13 km
Trecho cronometrado: 240,06 km
Deslocamento final: 39,59 km
Total do dia: 426,78 km

6/8 - 5ª etapa - Maratona - Três Lagoas (MS) / Euclides da Cunha Paulista (SP)
Deslocamento inicial: 142,06 km
Trecho cronometrado: 291,16 km
Deslocamento final: 154,04 km
Total do dia: 587,26 km

7/8 - 6ª etapa - Euclides da Cunha Paulista (SP) / Umuarama (PR)
Deslocamento inicial: 26,96 km
Trecho cronometrado: 199,32 km
Deslocamento final: 89,84 km
Total do dia: 316,12 km

8/8 - 7ª etapa - Umuarama (PR) / Foz do Iguaçu (PR)
Deslocamento inicial: 200,56 km
Trecho cronometrado: 120,54 km
Deslocamento final: 25,05 km
Total do dia: 346,15 km

quinta-feira, 23 de julho de 2015

Equipe IMS Racing visita fábrica e colaboradores da Levorin

Pilotos Adam Chatfield e Rafael Faria conheceram as instalações do patrocinador em Guarulhos (SP), acompanhados do chefe de equipe Wellington Valadares

Fonte: Grelak Comunicação
A equipe de motocross IMS Racing visitou a fábrica e os colaboradores da Levorin, localizada em Guarulhos, região metropolitana de São Paulo (SP), no último dia 15 de julho. Os pilotos Adam Chatfield, da Inglaterra, e Rafael Faria, do Paraná, conheceram de perto as instalações e o processo de fabricação dos pneus que levam a assinatura do patrocinador.
A dupla acelera o modelo Raptor, da linha off-road da Levorin, nas principais competições do calendário nacional do motocross. O chefe de equipe Wellington Valadares acompanhou a visita. “Os pilotos ficaram impressionados com o tamanho e a tecnologia da fábrica. A visita foi muito importante e proveitosa, assim como o contato com os colaboradores da Levorin”, explicou Valadares.

“Fomos muito bem recebidos e é um orgulho ter a marca como parceira nas competições”, acrescentou o chefe de equipe. A IMS Racing conta com o patrocínio de Ipiranga, Honda e Levorin e com o apoio de Polisport e Yoshimura.

quarta-feira, 22 de julho de 2015

Sabrina Katana volta a competir, agora com a equipe MXF

Sabrina Katana está de volta ao mundo de competições off-road e agora é a nova piloto oficial da equipe MXF Motors do Brasil.

Fonte: Grelak Comunicação
Sabrina detém um currículo extenso de muitas vitórias: foi pentacampeã do Enduro da Independência, a mais longa e difícil competição de Enduro de Regularidade do país. Guarda na estante entre seus vários troféus o de Hexacampeã da Copa Trail Clube de Minas Gerais e o de Tetracampeã Mineira de Enduro. “Sou uma piloto realizada no mundo off-road, fui campeã de muitas competições e carrego um histórico que me orgulho muito", afirma.
A pausa na carreira deu-se no final de 2013. A piloto casou-se e o desejo de aumentar a família falou mais alto. Contudo, a paixão pelo esporte só aquietou-se durante o primeiro ano de seu filho Samuel. Hoje, Sabrina está de volta às trilhas, e agora com a equipe MXF. ”Agradeço o carinho da MXF em acreditar no meu trabalho”, diz.
Sabrina utilizará a nova moto da empresa: a MXF 250R 2015/2016.
 "Depois de já ter encerrado a carreira profissional, volto com esse importante propósito de fazer um lançamento oficial da nova moto MXF 250R no Brasil. A parceria aconteceu de forma natural. O mercado brasileiro necessitava de motos boas com preço justo, então será um prazer fazer desse processo de evolução” conclui.

O primeiro grande desafio de Sabrina Katana será o Enduro da Independência, que acontece em Setembro. Apesar do tempo em que ficou sem competir, Sabrina conta com a vantagem de estar em casa, conhecer a prova e carregar em si o espírito de liderança. Boa sorte Sabrina!
Nosso comentário:
Boa sorte para a Sabrina neste recomeço de carreira.

domingo, 19 de julho de 2015

Roman Jelen estreia na IMS Racing com título da Superliga Brasil

Roman Jelen e Stéfane Serrão

Esloveno dá show de motocross e é o grande destaque da categoria MX3 em Bragança Paulista (SP)

Fonte: Mundo Press
Roman Jelen estreou da melhor forma possível na equipe IMS Racing: com o título da MX3 na Superliga Brasil de Motocross 2015. O esloveno deu show da pista e levou o público ao delírio em Bragança Paulista, interior de São Paulo, neste domingo. Stefany Serrão, patrocinada por IMS e Honda, também garantiu lugar no pódio e foi a quarta mais rápida da categoria que reúne mulheres e pilotos acima de 35 anos.
Depois de uma largada consistente, Jelen logo assumiu a liderança e abriu vantagem a cada volta até confirmar o título com tranquilidade. “Quero agradecer a IMS Racing e ao Wellington Valadares, chefe da equipe, pela oportunidade de competir. Estar no Brasil, na pista e em contato com o público, é um mundo totalmente diferente para mim”, contou e veterano, que é casado com uma brasileira há 10 anos e mudou recentemente para Votorantim, na região de Sorocaba (SP).

O esloveno tem grande experiência no circuito internacional, tanto que defendeu o seu país e já foi chefe de equipe no Motocross das Nações. Ele mostrou alto nível técnico e mesmo sem ritmo de prova levou a bandeira quadriculada com mais de 27 segundos de vantagem sobre o segundo colocado. “Ainda não me sinto totalmente confortável na moto e sei que posso render mais. Fiquei impressionado com o desempenho das mulheres na corrida, elas merecem todo o meu respeito”, acrescentou Jelen.

Stefany Serrão também saiu da pista satisfeita. “Foi uma ótima bateria. Esta temporada é a minha estreia com as motos de 450 cilindradas e tenho conseguido melhorar a cada prova. Levei uma trombada e fiquei com o ombro direito doendo, mas consegui um lugar no pódio e estou muito satisfeita. Foi ainda melhor do que eu esperava”, concluiu a paulista.

Mais IMS Racing – A IMS Racing marcou presença em outras categorias pela Superliga Brasil. O inglês Adam Chatfield fez o holeshot e liderou boa parte da primeira corrida da MX1, mas teve problemas com o freio e terminou em quinto. Com o oitavo lugar na segunda bateria, o piloto confirmou o oitavo lugar na classe, seguido pelo paranaense Rafael Faria, que retornou às pistas após se recuperar de uma fratura no braço. Caio Lopes foi o sétimo na soma das corridas da MX2.

Stefany Serrão também obteve sucesso na corrida da MXF e foi ao pódio em segundo lugar. “Cometi um erro e caí na segunda volta, foi uma pena, porque estava em um bom ritmo. Perdi tempo e ficou difícil brigar pela liderança, gostaria de ter disputado até o fim, mas no final foi um bom resultado”, concluiu.

Resultados - Superliga Brasil de Motocross 2015
MX3
1 - Roman Jelen - IMS Racing
2 - Willian Guimarães
3 - Mariana Balbi
4 - Stefany Serrão
5 - André Stocovich

MX2 - 1ª bateria
1 - Fábio Santos
2 - João Pedro Ribeiro
3 - Hector Assunção
4 - Dudu Lima
5 - Enzo Lopes
8 - Caio Lopes - IMS Racing

MX1 - 1ª bateria
1 - Carlos Campano
2 - Jean Ramos
3 - Wellington Garcia
4 - Carlos Badiali
5 - Adam Chatfield - IMS Racing
9 - Rafael Faria - IMS Racing

MXF
1 - Mariana Balbi
2 - Stefany Serrão - IMS Racing
3 - Lays Cazadini
4 - Barbara Fernandes
5 - Ana Lúcia Vizoni

MX2 - 2ª bateria
1 - Hector Assunção
2 - Fábio Santos
3 - Enzo Lopes
4 - João Pedro Ribeiro
5 - Dudu Lima
8 - Caio Lopes - IMS Racing

MX2 - Soma das baterias
1 - Fábio Santos - 47
2 - Hector Assunção - 45
3 - João Pedro Ribeiro - 40
4 - Enzo Lopes - 36
5 - Dudu Lima - 34
7 - Caio Lopes - 25 - IMS Racing

MX1 - 2ª bateria
1 - Jean Ramos
2 - Jetro Salazar
3 - Carlos Campano
4 - Jorge Balbi
5 - Carlos Badiali
8 - Adam Chatfield - IMS Racing|
9 - Rafael Faria - IMS Racing

MX1 - Soma das baterias
1 - Jean Ramos - 47
2 - Carlos Campano - 45
3 - Jetro Salazar - 35
4 - Wellington Garcia - 35
5 - Carlos Badiali - 34
8 - Adam Chatfield - 29 - IMS Racing
9 - Rafael Faria - 24 - IMS Racing

quarta-feira, 15 de julho de 2015

IMS Racing tem novidades para a Superliga Brasil de Motocross

Esloveno Roman Jelen reforça a equipe na categoria MX3; Disputas prometem alto nível técnico em Bragança Paulista (SP), neste final de semana

Fonte: Mundo Press.
A Superliga Brasil de Motocross coloca os títulos da temporada 2015 em jogo neste final de semana em Bragança Paulista, interior de São Paulo. Está confirmada a participação da elite da modalidade e a IMS Racing vai para a pista com novidades: o esloveno Roman Jelen representa a equipe entre os veteranos da MX3. O time ainda conta com o retorno do paranaense Rafael Faria na MX1, que também inclui o piloto inglês Adam Chatfield. Caio Lopes alinha no gate da MX2, enquanto Stefany Serrão compete pela MXF e MX3.

“O Jelen é um grande nome do esporte, tem bastante experiência e defendeu a Eslovênia no Motocross das Nações de 1999, realizado em Indaiatuba (SP), além de ter sido chefe de equipe de seu país em outra edição do evento. Estamos muito animados em contar com ele na Superliga Brasil de Motocross e a parceria pode ser ampliada para o Campeonato Brasileiro”, antecipou Wellington Valadares, responsável pela IMS Racing.

A pista de Bragança Paulista é novidade para os competidores e promete grandes saltos em terreno duro. O circuito foi montado no Km 94,5 da Rodovia Capitão Barduíno e será doado à cidade após as disputas. Adam Chatfield garantiu empenho máximo na MX1. “Espero fazer um ótimo trabalho na Superliga Brasil e ser o campeão. Tenho trabalhado duro nos treinos para este evento, que será disputado em etapa única e promete alto nivel dos competidores”, observou.

O inglês acelera a motocicleta Honda CRF 450R, assim como Rafael Faria. O paranaense estava afastado das competições há três meses, em recuperação de uma fratura no braço direito. “Sinto muita falta de estar na pista e não vejo a hora de largar. O ritmo de prova não estará 100% mas pretendo fazer o melhor e ficar entre os oito mais rápidos. O que vier além disso será lucro”, comentou Faria.

Na MX2, o paulista Caio Lopes está pronto para a disputa a bordo da Honda CRF 250R. “Estou me sentindo bem e com o equipamento acertado para o final de semana. A pista é nova para todos e quem se adaptar mais rápido terá vantagem”, lembrou. Os pilotos utilizarão roupas do modelo Action e capacetes Hurricane, assinados pela IMS Race Wear, para garantir conforto e proteção na pista. Eles ainda contam com o desempenho dos pneus Raptor, da linha off-road da Levorin.

Outro destaque na Superliga será a paulista Stefany Serrão, confirmada entre as mulheres da MXF e na classe MX3, que ainda inclui homens acima de 35 anos. “Treinei bastante e estou muito confiante. A Superliga é um ótimo campeonato e vou acelerar o máximo que puder para representar bem a equipe”, concluiu a piloto patrocinada por IMS e Honda.

A equipe IMS Racing conta com o patrocínio de Ipiranga, Honda e Levorin e com o apoio de Polisport e Yoshimura.

Serviço:
Superliga Brasil de Motocross 2015
Data: 18 e 19 de julho
Local: Rodovia Capitão Barduíno, Km 94,5, em Bragança Paulista
Programação: No sábado, treinos e provas das 8h às 17h; No domingo, provas das 8h às 17h
Ingresso: Vale dois quilos de alimentos não perecíveis, a serem trocados nas concessionárias Honda e Yamaha de Bragança Paulista.

quarta-feira, 8 de julho de 2015

Produção de motos tem pior 1º semestre desde 2005, diz Abraciclo

Volume de 699.461 unidades ficou 9,5% abaixo de 2014.Junho apresentou alta anual de 50,3%, com 116.933 motos feitas.

Publicado no Portal G1 em 08/07/2015
A produção de motos teve queda de 9,5% no 1º semestre de 2015, informou a Associação Brasileira dos Fabricantes de Motocicletas, Ciclomotores e Similares (Abraciclo), nesta quarta-feira (9). De acordo com a entidade, foram 699.461 unidades feitas de janeiro a junho, rendimento inferior em relação às 772.943 motos do mesmo período de 2014.
Este foi o pior resultado em produção para o setor de motos no Brasil desde 2005, quando 609.989 motos foram fabricadas no 1º semestre. Em junho, com 116.933 unidades produzidas, houve queda de 2%, na comparação com maio (119.280) e alta de 50,3% em relação ao mesmo mês de 2014, quando o volume foi de 77.788.

Enquanto o segmento como um todo está em queda, os scooters registraram evolução de 15,8% nas vendas no varejo do primeiro semestre de 2015 em comparação com 2014, passando de 17.661 para 20.448 unidade.
Já o segmento de motocicletas premium (acima de 450 cm³), após seguidos períodos de crescimento contínuo, registrou queda de 4,9% neste semestre. Foram comercializadas 26.222 unidades de janeiro a junho de 2015 e no mesmo período de 2014, foram 27.562 unidades.

quinta-feira, 2 de julho de 2015

Trilha de Casais reúne apaixonados pelo off-road em Chapecó

Passeio direcionado a quadriciclos e UTVs revela as belezas da cidade do oeste catarinense neste sábado

Fonte: Mundo Press
O romance está no ar com a Trilha de Casais, que reúne apaixonados pelo off-road neste sábado, em Chapecó, no oeste de Santa Catarina. O passeio direcionado aos proprietários de quadriciclos e UTVs será uma oportunidade única de aproveitar as belezas da região, com muito conforto e segurança.
“Esta será a primeira edição da Trilha dos Casais e a procura está grande, assim como as expectativas”, contou Leonardo Neto, da Montreal Powersports, organizadora do evento e concessionária dos produtos BRP em Chapecó. O grupo canandense é responsável pela fabricação dos veículos da Can-Am, referência no segmento de quadriciclos e UTVs.

A programação terá início às 13h deste sábado, com partida do Água Amarela Futebol Society, na Linha Água Amarela, em Chapecó. “O roteiro foi feito especialmente para que os participantes possam aproveitar as paisagens. Vamos passsar por rio, mata mais fechada e estrada de terra, além de vilas, sempre dentro da cidade de Chapecó. Haverá uma breve parada para um lanche, e o retorno está previsto para as 17h”, continuou.

Os interessados devem entrar em contato com a equipe da Montreal Powersports no telefone (49) 3323-0084. A organização da Trilha de Casais considera obrigatório o uso do capacete, assim como de calçado fechado e calça comprida durante o passeio. A utilização dos itens de segurança adicionais é recomendada, como luvas, botas, joelheiras e cotoveleiras.

Matthieu Lussiana chega em 2º com BMW Motorrad Petronas Racing e lidera GP 1000

Piloto francês estabelece o novo recorde do autódromo internacional Ayrton Senna, em Goiânia

Fonte: BMW Group PressClub Brazil
O autódromo internacional Ayrton Senna, localizado em Goiânia (GO), foi palco da terceira etapa do GP 1000 e Matthieu Lussiana, piloto da equipe BMW Motorrad Petronas Racing, deixou bem claro por que é o líder do torneio. Segundo colocado na prova da capital goiana, o francês liderou toda a corrida, fez a volta mais rápida e superou o recorde da pista com a BMW S 1000 RR #1.
A disputa contou com grandes ultrapassagens e terminou com vitória de Diego Pierluigi. O argentino conseguiu a liderança da prova nas últimas voltas, recebeu a bandeirada por apenas 0,055 de diferença, mas se manteve atrás do piloto da BMW na tabela.

A queda sofrida durante o treino classificatório no último sábado tirou a chance de Sebastian Porto, piloto da BMW Motorrad Petronas Racing, disputar a prova. A próxima etapa será no dia 26 de julho em Campo Grande (MS).
Na GP Light, Luciano Donato garantiu a vaga no Top10 e obteve seu melhor resultado pela equipe BMW Motorrad Petronas Racing na temporada, com o oitavo lugar. O piloto da BMW S 1000 RR #19 alcançou a décima colocação na classificação da GP Light com o resultado obtido em Goiânia.

Resultados da GP 1000 em Goiânia (top10):
1º) Diego Pierluigi (ARG/JC Racing Team) - 18 voltas em 25min34s959
2º) Matthieu Lussiana (FRA/BMW Motorrad Petronas Racing) - 0s055
3º) Miguel Praia (POR/Center Moto Racing Team) - 15s400
4º) Danilo Lewis (SP/Tecfil Racing Team) - 15s624
5º) Wesley Gutierrez (PR/Motonil Motors-PDV Brasil) - 23s363
6º) Sebastiano Zerbo (ITA/Target Race Superbike Team) - 25s596
7º) Nick Iatauro (SP/Team Suzuki PRT) - 57s277
8º)Philippe Thiriet (MG/Motonil Motors-PDV Brasil) - 1min09s183
9º)Diego Pretel (SP/DRT) - 1min15s085
10º)Alessandro Andrade (GO/Rupper’s Extra Power) - a uma volta 

Resultados da GP Light em Goiânia (top-10):
1º) Rafael Nunes (PR/Team Suzuki PRT), Suzuki, 16 voltas em 23min54s743
2º) Henrique Castro (DF/City Service BSB Motor Racing), Kawasaki, a 8s197
3º) Marcelo Dahmer (RS/K Racing), Honda, a 19s613
4º) Diogo Ramos (SC/SBK Moto Racing), Kawasaki, a 36s364
5º) Ricardo Negretto (SP/Tecfil Racing Team), Kawasaki, a 36s897
6º)Ricardo Levy (SP/DRT), DRT-Ducati, a 47s137
7º) Edson Luiz (SC/2MT-PRT), Kawasaki, a 48s227
8º) Luciano Donato (SP/BMW Motorrad Petronas Racing), BMW, a 50s784
9º)Thiago Fonseca (PE/Center Moto Racing Team, Honda, a 1min12s845
10º)Erlon Franco (MS/Target Race Superbike Team), Kawasaki, a 1min13s717

Classificação da GP 1000 após três etapas (top-10):
1º) Matthieu Lussiana, 74
2º) Diego Pierluigi, 53
3º) Miguel Praia, 47
4º) Wesley Gutierrez, 40
5º) Danilo Lewis, 32
6º) Sebastian Porto, 29
7º) Sebastiano Zerbo, 27
8º) Marco Solorza, 19
9º) Martin Solorza e Nick Iatauro, 16

Classificação da GP Light - após três etapas (top-10):
1º) Rafael Nunes, 67
2º) Marcelo Dahmer, 47
3º) Henrique Castro, 41
4º) Jean Vieira, 36
5º) Ricardo Negretto, 29
6º) Ricardo Levy e Diogo Ramos, 27
8º) Marcos Ramalho, 25
9º) Edson Luiz, 23
10º) Luciano Donato, 16

quarta-feira, 1 de julho de 2015

Capacetes IMS garantem proteção e visual único no ambiente off-road

Modelos Action, Hurricane e Pro da IMS Race Wear são sinônimos de qualidade nas trilhas e pistas

Fonte: Mundo Press
Os capacetes da IMS Race Wear conquistaram os praticantes de modalidades off-road do motociclismo. Desenvolvidos com a assinatura da marca que respira o esporte, os modelos fazem sucesso nas trilhas e pistas por reunirem qualidade, proteção, conforto e ótima relação entre custo e benefício. Confira os detalhes dos produtos:
Capacete Action – O capacete Action garante estilo e proteção para adultos e crianças. Aprovado pelo Inmetro, possui casco injetado em ABS, pintura metálica envernizada, pala com regulagem de altura e sistema de travamento profissional com fecho, de fácil ajuste, além de entradas de ar e forro totalmente removível para lavagem. Disponível nas cores azul, amarela, cinza, laranja, verde, rosa e vermelha. Tamanhos: 48, 50, 52, 54, 56, 58, 60 e 62. Preço sugerido: R$ 291,00.

Capacete Hurricane – Testado e aprovado nas pistas pela equipe de motocross IMS Racing, o capacete Hurricane é sinônimo de proteção e conforto. O casco é injetado em ABS, o que garante leveza e resistência. Apresenta pintura envernizada com grafismos modernos, forro removível com trava, entradas de ar e pala com regulagem de altura. Produto aprovado pelo Inmetro. Disponível nas cores amarela e azul, amarela e laranja, preta e amarela, preta e cinza e vermelha, além da versão Brasil (verde, azul e amarela). Tamanhos: 54, 56, 58, 60 e 62. Preço sugerido: R$ 279,00.

Capacete Pro – Com visual único, o capacete Pro é uma ótima opção da IMS para as trilhas e pistas. O produto possui pintura laminada e envernizada, casco injetado em ABS, forro totalmente removível e trava com engate profissional, além da aprovação do Inmetro. Disponível nas cores branca, vermelha, azul, verde, laranja, rosa e amarela. Tamanhos: 54, 56, 58, 60 e 62. Preço sugerido: 269,00.

segunda-feira, 29 de junho de 2015

Adam Chatfield assume vice-liderança na Copa Minas Gerais de Motocross

Adam Chatfield

Após três etapas, inglês da equipe IMS Racing sobe duas posições na categoria MX1; Stefany Serrão mantém segundo lugar na briga pelo título da MXF

Fonte: Mundo Press
A terceira etapa da Copa Minas Gerais de Motocross teve fim neste domingo em Sarzedo, município da região metropolitana da capital Belo Horizonte (MG). Diante de grande público e de pilotos renomados, o inglês Adam Chatfield foi o segundo mais rápido na corrida da MX1. O resultado rendeu duas posições na classificação da categoria para motos de 450 cilindradas, na qual o piloto da IMS Racing assumiu a vice-liderança.
A equipe também foi representada pelos paulistas Stefany Serrão e Caio Lopes. A competidora manteve a vice-liderança na tabela da MXF, após confirmar a segunda colocação na bateria direcionada às mulheres. Ela ainda ficou em sexto na corrida da MX3, competindo com os homens. Na MX2, Caio Lopes finalizou a prova em décimo lugar e está em quinto na classificação.
Chatfield analisou o desempenho e a arrancada na tabela a bordo da motocicleta Honda CRF 450R. “O final de semana foi muito bom para mim. Fiz uma ótima corrida neste domingo e confirmei o segundo lugar, apesar de não ter conseguido largar bem. Subi posições e estou forte na briga pelo título, bastante motivado”, contou.

O piloto ainda disputou a Super Final, bateria que reúne os destaques da MX1 e da MX2. “Eu tive um acidente logo na primeira volta e machuquei o ombro, mas me esforcei para ir até o final”, continuou o inglês, 11º da corrida. Caio Lopes também esteve no gate e fechou a disputa final em 13º. A dupla acelerou com as roupas do modelo Action e utilizou capacetes Hurricane, assinados pela IMS Race Wear, para garantir conforto e proteção na pista.

Stefany Serrão foi outro destaque na pista. Porém, a piloto patrocinada por IMS e Honda teve de superar dificuldades. “Foi um final de semana complicado, tive dificuldades em me acertar na pista de Sarzedo. Cometi alguns erros na corrida da MXF e terminei em segundo. Na prova da MX3, caí na largada e comecei em último, mas consegui atingir o sexto lugar. Fiz o melhor que pude, mas pretendo trabalhar muito mais para os próximos desafios”, concluiu.

A quarta e penúltima etapa da Copa Minas Gerais de Motocross está marcada para os dias 25 e 26 de julho, com local a ser confirmado pela organização do evento. A equipe IMS Racing conta com o patrocínio de Ipiranga, Honda e Levorin e com o apoio de Polisport e Yoshimura.

Campeonato Brasileiro de Enduro FIM pega fogo no Espírito Santo

Rômulo Bottrel 

Etapa em Aracruz marca a metade da competição, com destaque para os pilotos do Team Rinaldi

Fonte: Mundo Press
As disputas do Campeonato Brasileiro de Enduro FIM pegaram fogo após a terceira etapa, que terminou neste domingo em Aracruz, no Espírito Santo. O Team Rinaldi foi grande destaque e segue na ponta da tabela das principais classes, com os mineiros Rômulo Bottrel (E1) e Rigor Rico (E2). Já o paulista Bruno Martins deu mais um show e permaneceu invicto na E4.
Na briga pelo título da E1, Bottrel travou duelo acirrado com o norte-americano Ian Blythe. “Foram dois dias de muito equilíbrio, estamos andando em um ritmo parecido. Ganhei a prova de sábado com a vantagem de 16 segundos. Hoje perdi tempo no início e ainda levei um tombo, acabei em segundo lugar a apenas seis segundos do Blythe”, relatou o mineiro.

Rigor Rico ficou em segundo lugar na etapa capixaba e também superou dificuldades para manter a liderança da E2. “Liderei a prova de sábado o tempo todo, mas no último Enduro Teste deixei a vitória do dia escapar. Hoje, com o terreno mais seco, ataquei bem. Infelizmente torci o joelho no final e quase tive de abandonar. Estou triste, porque sei que poderia ter ido mais longe, e espero que e lesão não seja grave”, contou. Rico passará por exames na próxima terça-feira.

Bruno Martins aprovou o evento em Aracruz. “Foi uma prova muito completa, a organização caprichou bastante. Venci os dois dias de disputa com bastante folga e tranquilidade, estou muito satisfeito”, contou o líder invicto da E4. Martins defende o título da classe, que é a antiga Nacional.

sábado, 27 de junho de 2015

REd Bull é escolhido energético oficial do Brasiliamotocapital 2015

No Brasília Motocapital, a Red Bull vai montar estruturas dentro de evento
(tendas) e realizar ações, voltadas ao público.

Fonte: Basilia Motocapital
A Red Bull foi escolhida como marca oficial de energético na XII edição do Brasíia Motocapital. Este ano, o maior encontro de motociclistas da América Latina será realizado entre os dias 22 a 26 de julho no Parque de Exposições da Granja do Torto.
Essa não é a primeira vez que a marca está envolvida com eventos ligados ao motociclismo. A Red Bull já trouxe para a capital federal o X Fighters.
“O Brasília Motocapital e a Red Bull são duas grandes marcas. Agora, vão estar juntas em um evento que tem feito história no Brasil e na América Latina”, afirma Pedro Affonso Franco, um dos organizadores do Brasília Motocapital.
No Brasília Motocapital, a Red Bull vai montar estruturas dentro de evento (tendas) e realizar ações, voltadas ao público, com o suporte das promotoras da marca e música. Com a expectativa de reunir 450 mil amantes das duas rodas, o encontro vai reunir 1.500 motoclubes de diferentes regiões do Brasil, dos vizinhos da América Latina e também dos Estados Unidos.
Em uma estrutura de 150 mil metros quadrados, será possível se aventurar pelo mundo das duas rodas e da boa música. Já estão confirmadas mais de 20 atrações musicais na edição deste ano. Entre os destaques, Erasmo Carlos, o grupo Suricato, Johnny Vox e a banda Cracker Blues.

Também já estão acertadas as apresentações de Luta Livre e do Globo da Morte. Confira as notícias e novidades do Brasília Motocapital 2015 no site, no facebook (Brasília Motocapital Brasília) e no Instagram @brasiliamotocapital .
Que ronquem os motores. O Brasília Motocapital 2015 promete. Só vendo, só vindo!