segunda-feira, 24 de julho de 2017

Sacramento Racing tem 100% de rendimento na Copa EFX de Enduro FIM

Vinícius Calafati

Equipe das motocicletas KTM vence em quatro categorias e na disputa por equipes; Saldo do fim de semana também inclui domínio no Gaúcho de Cross Country

Fonte: Mundo Press
Fotos:Café Fotos/Mundo Press

A Sacramento Racing teve 100% de rendimento na quarta etapa da Copa EFX de Enduro FIM, realizada neste domingo (23) em Itupeva, interior paulista. A bordo das motocicletas KTM, o time emplacou vitórias com Vinícius Calafati (Júnior), Victor Miranda (E1), Nielsen Bueno (E35) e Reinaldo de Almeida (E6), além de ganhar o ranking por equipes.

"Estou bastante focado em conquistar o título da Copa EFX”, disse Calafati, que acaba de assumir a primeira colocação da Júnior. Ele encerrou a disputa do dia como o segundo mais rápido da geral, lista que apontou Victor Miranda em quarto e o veterano Nielsen Bueno em sexto. Com os resultados, a Sacramento Racing ainda segue na liderança da E1, da E35 e da disputa por equipes.

“Eu estava afiado na etapa, cheguei a liderar a classificação geral na primeira volta e me dei bem no circuito, que mesclou trechos travados e de mata com uma pista de motocross”, relatou Calafati. A quinta etapa da Copa EFX está marcada para o dia 24 de setembro em Mogi das Cruzes (SP).

Maiara Basso fica perto do título brasileiro de velocross da classe VXF

Piloto do Team Rinaldi está invicta após a segunda etapa da competição; Na Copa EFX de Enduro FIM, Bruno Martins amplia liderança da categoria E4

Fonte: Mundo Press
Foto: Café/Mundo Press
Maiara Basso ficou próxima do título brasileiro de velocross da classe VXF. A gaúcha do Team Rinaldi venceu a corrida deste domingo (23) em Blumenau (SC), válida pela segunda – e penúltima – etapa da disputa que envolve exclusivamente as mulheres. “Foi uma ótima prova. Larguei na frente, imprimi um bom ritmo e administrei o resultado até o final”, comentou a competidora, invicta no campeonato.

Este é o ano de estreia da categoria feminina no Brasileiro de Velocross. “A bateria em Blumenau foi show, havia 24 meninas na briga. A pista estava muito boa, aderente e com poucos buracos”, relatou Maiara. Ela é bicampeã nacional de motocross e possui um título brasileiro de Arena Velocross.

Para os homens, as corridas em solo catarinense valeram pela quarta etapa do Brasileiro de Velocross. Lucas Basso, irmão de Maiara, confirmou o sexto lugar nas classes VX1 e VX2. Eles utilizaram os pneus HE40 e SR39 no desafio, modelos da linha off-road da Rinaldi.

quarta-feira, 19 de julho de 2017

Indian usa Scout para criar nova Bobber de visual agressivo

Moto ganhou estética "dark" e motor segue o mesmo V2 de 94 cavalos.

Publicado no Portal G1 em 19/07/2017
A Indian revelou nos Estados Unidos um novo modelos de sua linha de motos que chega até o final do ano ao mercado norte-americano. Utilizando como base a Scout, a empresa criou a Bobber, motocicleta que segue o próprio estilo que o nome indica, como acontece com a Triumph Bobber.
De acordo com a empresa, a Scout Bobber buscou inspiração de seu estilo no período pós-guerra nos Estados Unidos. Entre as mudanças, está um novo guidão, do tipo reto, o recuo da posição das pedaleiras, além de rodas e pneus especiais.

O modelo também foi rebaixado, recebendo suspensão menor na traseira, deixando o motociclista mais próximo ao solo, como manda o estilo Bobber. Na dianteira, um invólucro negro envolve o farol, mesma cor que cobre o escapamento e motor, dando um visuar "dark" para a moto.

Seu assento segue monoposto, porém, foi redesenhado, e os para-lamas ficaram mais curtos. O motor continua o mesmi V2 de 1.133 cc, que é capaz de gerar 94 cavalos de potência.

terça-feira, 18 de julho de 2017

Fabricante Rinaldi reforça relacionamento com o mercado europeu

Em contato direto com parceiros e potenciais clientes da região, fábrica gaúcha de
Visita da Rinaldi na Tridegar, parceiro espanhol
pneus foca na ampliação das exportações

Fonte: Mundo Press
Foto: Divulgação

Atenta às necessidades do consumidor, a Rinaldi foca no crescimento das exportações para o mercado europeu. A fábrica gaúcha de pneus possui relacionamento sólido com os parceiros e prospecta novos clientes na região, sempre com o objetivo de oferecer opções de qualidade aos motociclistas.
“A Europa já recebe muito bem os produtos da Rinaldi. Por isso, continuamos estudando a fundo o mercado para ampliar a participação da marca”, comentou Renan Vicari, do departamento de exportação da empresa. Ele acaba de retornar à fábrica de Bento Gonçalves (RS) após duas semanas em solo europeu, onde visitou os clientes Crosspro em Portugal, Tridegar na Espanha e MX 477 na Bélgica.

“Vamos ampliar o leque de pneus com certificação europeia, principalmente no segmento on-road. A viagem foi muito proveitosa, todos passaram informações fundamentais para suprirmos o mercado europeu”, acrescentou Vicari. Atualmente, a fábrica possui certificação europeia para os pneus tubeless HB37 (medidas 120/70-13, 90/90-12 e 100/90-10), indicado para uso em scooters, e HE40 (90/90-21 e 140/80-18), destaque da linha off-road.

A Rinaldi iniciou as atividades em 1969 com 60 colaboradores e 15 mil m² de área fabril para produção de materiais de recauchutagem em Bento Gonçalves (RS). A empresa ampliou a produção com as câmaras de ar para as linhas automotiva, transporte e industrial na década de 80, além de introduzir a fabricação de pneus e câmaras de ar para as linhas de motocicletas, agrícola, industrial (não motorizada) e charretes.

Bárbara Neves conquista pódio inédito entre os homens no Brasileiro de Enduro FIM

Goiana do Team Rinaldi foi destaque na terceira colocação da classe E4, que teve
a vitória de Bruno Martins; Disputas valeram pela quinta etapa em MG

Fonte: Mundo Press
O Team Rinaldi foi o grande destaque da categoria E4 na quinta etapa do Campeonato Brasileiro de Enduro FIM. O paulista Bruno Martins venceu os dois dias de disputas em Paraopeba (MG), neste fim de semana (15 e 16), enquanto Bárbara Neves alcançou a terceira colocação. “Foi a primeira vez que eu subi no pódio entre os homens do Brasileiro de Enduro FIM e estou muito feliz”, comentou a goiana.

Ela é a atual líder da classe Feminina. “Como não ia ter corrida para a categoria das meninas em Paraopeba, resolvi treinar e ainda me diverti muito, além de fazer um ótimo resultado. Foi uma prova para lembrar sempre”, continuou a atleta de 17 anos.

A classe E4, que reúne atletas com motocicletas nacionais, teve domínio completo de Bruno Martins – o mais rápido nos dois dias de disputas. “O fim de semana foi perfeito, o evento estava 100%, muito bem sinalizado e com grande presença do público. Consegui manter a concentração e vencer quase todas as especiais”, contou o piloto. A dupla faz parte da Zanol Team Rinaldi ASW.

A equipe da fábrica gaúcha de pneus também obteve lugares no pódio da etapa com Rigor Rico (3º da classe E3), Ronald Santi (4º da E2) e Ripi Galileu (5º da E2). Os competidores utilizaram pneus dos modelos HE 40, SR 39 e SH 31, da linha off-road. O Brasileiro de Enduro FIM é patrocinado pela Rinaldi e realiza a sexta etapa do calendário nos dias 16 e 17 de setembro em Araxá (MG).

segunda-feira, 17 de julho de 2017

Ducati se 'despede' da Panigale com V2 e anuncia motor V4 derivado da MotoGP

Mil 299 Panigale Final Edition tem 209 cavalos e custa 39.900 euros. Para o futuro, CEO anuncia nova geração de motores V4.

Publicado no portal G1 em 17/07/2017
A Ducati revelou, na Europa, a 1299 Panigale R Final Edition, edição especial da conhecida esportiva. De acordo com a empresa, o modelo é um tributo ao motor de dois cilindros da empresa e a moto chega a 209 cavalos de potência e possui as cores da bandeira da Itália - verde, branco e vermelho.
No entanto, esta homenagem ao V2 abre as portas para uma "nova era" dentro da empresa. "Estamos aqui hoje para celebrar história, como estamos na véspera da abertura de um novo capítulo em que nosso sistema desmodrônico (tecnologia tradicional da marca) será usado em uma nova geração de motores V4 derivados do know-how desenvolvido na MotoGP", disse Claudio Domenicali, CEO da Ducati.

A montadora italiana vem utilizando os motores V4 com sucesso nas pistas do mundial de motovelocidade, com os pilotos Andrea Dovizioso e Jorge Lorenzo, porém, ainda não o utilizou em motos de rua, que, até então, eram exclusivamente equipadas com o V2.

O motor da 1299 Panigale R Final Edition é derivado da exclusiva 1299 Superleggera, a moto mais cara do Brasil. A potência máxima vem a 11.000 rpm e o torque de 14,5 kgfm a 9.000 rpm. Já o chassi é derivado da Panigale R, que disputa o Mundial de Superbike, o que lhe rendeu peso de apenas 179 kg.

Brasileiro de Enduro FIM – Luís Oliveira é o mais rápido em Paraopeba (MG)

Português amplia vantagem na primeira posição das classes Enduro GP e E1
após a quinta etapa

Fonte: Mundo Press
Foto: Fred Mancini

Estreante no calendário, Paraopeba (MG) entrou para a história do Campeonato Brasileiro de Enduro FIM. A quinta etapa terminou neste domingo (16) e contou com forte presença do público e muito empenho dos organizadores. O português Luís Oliveira foi o vencedor após os dois dias de disputas, ampliando vantagem na primeira colocação das classes Enduro GP, que reúne os mais rápidos da competição, e E1.

“Foi um fim de semana difícil para mim, mas vou para casa com a sensação de objetivo cumprido. O resultado é muito importante para continuar na luta pelo campeonato”, disse Oliveira, da Honda Racing. O capixaba Bruno Crivilin chegou perto da vitória na Enduro GP em Paraopeba, mas uma queda na última volta teve preço alto. “Foi uma prova que elevou ainda mais o nível do Brasileiro, com chão duro e altas velocidades. Andei bem, mas não foi o suficiente para vencer e o Luis mereceu”, declarou o piloto da KTM Orange BH. 

O Brasileiro de Enduro FIM 2017 é patrocinado por Rinaldi e conta com o apoio de MRPRO Braces, ASW, Sacramento Motorsports, Orange BH, Zanol Parts e Edgers.

Resultados - 5ª Etapa do Campeonato Brasileiro de Enduro FIM
Enduro GP
1 – Luís Oliveira
2 – Júlio Ferreira
3 – Bruno Crivilin
4 – Rômulo Bottrel
5 – Loandro Anton

E1
1 – Luís Oliveira
2 – Loandro Anton
3 – Victor Miranda

E2
1 – Bruno Crivilin
2 – Júlio Ferreira
3 – Diego Colett

E3
1 – Rômulo Bottrel
2 – Gustavo Pellin
3 – Rigor Rico

EJúnior
1 – Vinícius Calafati
2 – Willian Dalmonech
3 – Gabriel Soares “Tomate”

E4
1 – Bruno Martins
2 – Jaime Zorzal Júnior
3 – Bárbara Neves

E35
1 – Nielsen Bueno
2 – Diogo de Andrade
3 – Luiz Carlos Pereira

E40
1 – Beto Lamego
2 – Frederico Garcia
3 – Luciano de Lima

E45
1 – Pélmio Simões
2 – Laurindo Zatorski Filho
3 – Marcos Benvenutti

E50
1 – Jirius Abboud
2 – Roberto Theodoro
3 – Gustavo Jacob

EAmador
1 – Augusto Benvenutti
2 – Sidei Chaves
3 – Uliam Bunetta

Classificação do campeonato após cinco etapas
Enduro GP
1 – Luís Oliveira – 236 pontos
2 – Júlio Ferreira – 177
3 – Bruno Crivilin – 176
4 – Rômulo Bottrel – 168
5 – Gustavo Pellin – 129

E1
1 – Luís Oliveira – 250
2 – Loandro Anton – 194
3 – Patrik Capila – 152

E2
1 – Júlio Ferreira – 223
2 – Diego Colett – 200
3 – Bruno Crivilin – 188

E3
1 – Rômulo Bottrel –233
2 – Gustavo Pellin – 227
3 – Rigor Rico – 160

EJúnior
1 – Gabriel Soares “Tomate” – 195
2 – Vinícius Calafati – 192
3 – Willian Dalmonech – 190

E4
1 – Jaime Zorzal Júnior – 215
2 – Thiago Wernersbach – 213
3 – Bruno Martins – 100

E35
1 – Nielsen Bueno – 245
2 – Diogo de Andrade – 182
3 – Anderson Vieira – 113

E40
1 – Cassiano Tebaldi – 182
2 – Luciano de Lima –166
3 – Beto Lamego – 90

E45
1 – Pélmio Simões – 230
2 – Marcos Benvenutti – 190
3 – Laurindo Zatorski Filho – 173

E50
1 – Roberto Theodoro – 166
2 – Luiz Carlos de Barros – 82
3 – Cleber Sacramento – 50

EAmador
1 – William Palandi – 200
2 – Augusto Benvenutti – 136
3 – Roberto Theodoro – 54

sexta-feira, 14 de julho de 2017

Sacramento Racing acelera na quinta etapa do Brasileiro de Enduro FIM

Equipe está confirmada nas disputas que valem como rodada dupla neste fim de semana (15 e 16), em Paraopeba (MG)

Fonte: Mundo Press
A Sacramento Racing acelera com as motocicletas KTM na quinta etapa do Brasileiro de Enduro FIM. O desafio vale como rodada dupla e terá como palco a Praça da Matriz de Paraopeba, em Minas Gerais, neste fim de semana (15 e 16). “O campeonato está pegando fogo e temos foco total nas disputas”, comentou o chefe de equipe Nielsen Bueno, líder e defensor do título da classe Over 35.

Destaque na competição, a Sacramento Racing também está confirmada com os pilotos Gustavo Pellin (atual campeão e vice-líder da E3, com o mesmo número de pontos do primeiro colocado), Diego Colett (2º da E2), Loandro Anton (2º da E1), Vinícius Calafati (4º da EJúnior) e Victor Miranda (5º da E1).

“Tivemos folga de um mês no calendário do Brasileiro, o que foi importante para se dedicar aos treinos e dar uma pausa para a cabeça. A prova é novidade e traz características típicas de Minas Gerais, como chão seco, gramado, terreno acidentado e pedras”, acrescentou Bueno.

“Nas disputas da Over 35, pretendo correr com tranquilidade para manter o bom aproveitamento da temporada”, concluiu o veterano. A equipe Sacramento Racing é patrocinada por Alpinestars, Bell, Edgers Racing, Shopping SerrAzul, Dafra Motos, Motul, Tebaldi Gráficos e Honey Stinger.

quarta-feira, 12 de julho de 2017

BMW lança patinete elétrico por 2.500 euros

Velocidade máxima do X2City é de 25 km/h. Autonomia varia de 25 km a 35 km.

Publicado no portal G1 em 12/07/2017
Quando se pensa em veículos BMW, logo vem à cabeça os potentes automóveis ou motos de alta performance. No entanto, um dos mais recentes produtos da empresa vai por outro caminho. O X2City é um patinete elétrico com velocidade máxima de 25 km/h.
O modelo chega ainda este ano ao mercado europeu e o preço ficará próximo dos 2.500 euros, equivalente a cerca de R$ 9.300 (cotação de 11 de julho de 2017). Além de usar a força dos pés para se movimentar, o patinete tem motor elétrico de 5 velocidades: 8, 12, 16, 20 e 25 km/h.

Por razões de segurança, o suporte elétrico só é acionado  a velocidades superiores a 6 km/h. A autonomia da bateria varia de 25 a 35 quilômetros e é necessário 2,5 horas para seu recarregamento.

Considerado um Pedelec25 na legislação europeia, o veículo não precisa de capacete e nem de licença para ser guiado.
O objetivo da empresa é mostrar uma solução sustentável e inovadora para se deslocar nas cidades no futuro.

terça-feira, 11 de julho de 2017

Produção de motos cai 8,8% no 1º semestre, diz Abraciclo

Indústria segue em um patamar semelhante ao de 2002. Fabricantes dizem que estoques, no entanto, estão mais equilibrados e creem em melhoria até o fim do ano.

Publicado no Portal G1 em 11/07/2017
produção de motos no Brasil caiu 8,8% no primeiro semestre de 2017, apontou a associação dos fabricantes (Abraciclo) nesta terça-feira (11). O desempenho faz o setor permanecer no patamar de 2002, como foi no ano passado, em que o volume de motos fabricadas caiu quase 30% sobre 2015.

De janeiro a junho, a indústria produziu 423.750 motocicletas contra 464.732 unidades no mesmo período do ano passado.
"O número está dentro do esperado e os nossos estoques estão mais equilibrados do que no ano passado. Alguns modelos estão com o estoque baixo", afirma Marcos Fermanian, presidente da Abraciclo

De acordo com a entidade, não haverá revisão das previsões para o ano. "Vamos manter a expectativa de estabilidade, com alta de 2,5%", explica o executivo.
"Em 2016, o primeiro semestre foi a melhor parte do ano, depois declinou. Agora temos melhor perspectiva para o segundo semestre de 2017, por isso manteremos a previsão", afirma Fermanian.

As vendas de motos tiveram queda de 9% no semestre, com 469.581 unidades emplacadas. Nessa conta, a Abraciclo desconsidera os emplacamentos de ciclomotores usados, as chamadas motos cinquentinhas, que passaram a ser emplacados pelos Detrans no ano passado - quem rodar sem placa comete infração e pode ser multado.

Segundo a associação, o crédito continua restrito para a compra de moto financiada. A cada 10 pedidos, 2 a 3 são aprovados, diz Fermanian.
"Nosso principal mercado é o da América Latina, onde concorremos com os produtores asiáticos e a diferença de preço é muito grande", aponta Fermanian.

sexta-feira, 30 de junho de 2017

Jean Ramos venceu no Arena Cross de Criciúma no último fim de semana

Com esta vitória, Jean abriu 18 pontos de vantagem na liderança do campeonato
Jean Ramos, foto Yamaha Brasil
sobre o inglês Adam Chatfield

A bordo de sua Yamaha YZ450F, Jean Ramos foi a estrela da noite no Arena Cross, realizado no dia 24/06 na cidade catarinense de Criciúma. Tudo começou bem, com Jean ganhando o duelo 1x1. Porém, na primeira bateria, uma queda mudou os planos do piloto. Em ritmo alucinante, Jean fez bela corrida de recuperação e recebeu a bandeirada em terceiro lugar.

Na bateria final, disposto a ser o grande vitorioso da noite, Jean Ramos deu um show de pilotagem. Combinando habilidade com toda sua garra, o piloto suportou as dores em função da queda na bateria anterior e também a forte pressão por parte dos oponentes, se manteve na ponta até a bandeirada na linha de chegada.

“Caí na primeira bateria e vim de trás com incentivo do público. Acabei em terceiro e com isso sabia que poderia buscar a vitória na segunda bateria. Troquei o lugar no gate para a segunda largada e saí bem. O Adam Chatfield saiu um pouco melhor, sabia que ele estava rápido, então aguardei algumas voltas para passá-lo, mas depois perdi tempo com retardatários.

 Infelizmente fiz uma manobra arriscada, minha moto travou e o Paulo Alberto me passou. Mesmo assim, me recuperei e comecei a pressionar o Paulo pela liderança, que cometeu um erro. Ele caiu, parei, desviei dele, e segui para vencer. Foi um bom resultado para o campeonato porque abri alguns pontos. Estou feliz com minha pilotagem e com minha moto. Agora é manter o foco para defender o título", declarou o piloto animado com o resultado

Com estes resultados, Jean abriu 18 pontos de vantagem na liderança do campeonato sobre o inglês Adam Chatfield e o paulista Hector Assunção, que estão empatados na segunda colocação.
A próxima etapa do Arena Cross acontecerá no dia 22/07, porém com o local ainda a ser definido.

quarta-feira, 28 de junho de 2017

BMW S 1000 R fica mais potente e custa R$ 62.900

Potência passou de 160 cavalos para 165 cv. Modelo naked teve pequenas alterações no visual.

Publicado no Portal G1 em 26/06/2017
BMW anunciou nesta segunda-feira (26) a chegada da S 1000 R 2017 ao Brasil. Custando R$ 62.900, o modelo ficou mais potente, com 165 cavalos, e recebeu alterações no visual.

Antes, a moto utilizava o mesmo motor de 4 cilindros e 999 cc, mas rendia 160 cavalos de potência. Além de mais potente, a naked também ficou mais cara, já que era vendida por R$ 58.900.

Apesar de manter a identidade em seu visual, a S 1000 R recebeu novo desenho na carenagem, além de escapamento de titânio com visual mais moderno.

O painel de instrumentos ganhou uma nova inclinação que, segundo a empresa, facilita a visualização pelo condutor. A moto está disponível em três cores: vermelho e as novas cinza e tricolor – esta última recebeu um novo grafismo no adesivo para o tanque.
A naked conta com Shift Pro assist, que permite a troca de marchas sem o uso da embreagem.

quinta-feira, 22 de junho de 2017

Piloto Ricardo Tedeschi dá dicas para acertar no Motocross

Cinco dicas legais para você acertar sempre no Motocross
Ricardo Tedeschi

Fonte: Engenharia de Comunicação
Quem pratica o Motocross deve saber que além de treinar duro, para levar o esporte a sério, é preciso identificar alguns erros e corrigi-los. Atualmente, o Motocross está evoluído e possui várias técnicas para cada fundamento. Para aprimorar o desenvolvimento no esporte, o piloto de Motocross Ricardo Tedeschi do time de pilotos da Gaia MX dá dicas de alguns erros comuns que devem ser corrigidos.

1. Ajustar a moto antes de ir para a pista
Nunca suba na sua moto sem antes fazer um ajuste em tudo (Pressão dos pneus, guidão, suspensão, manetes, etc).

2. Parar de usar a embreagem exageradamente
Um erro comum de vários pilotos é usar demais a embreagem. Em início de curva, alguns usam a embreagem e saem derrapando. É recomendado usar o freio motor.

3. Não abusar da potência
Não é necessário mexer na moto para correr mais rápido. Aprenda técnicas novas e aprimore sua pilotagem para melhorar seu tempo nas voltas.

4. Fique em pé
Alguns pilotos não costumam ficar em pé tempo o suficiente, ou então não tem “pegada” na moto com os joelhos. O corpo da cintura para baixo tem que estar conectada com a moto. Tente manter o dedão do pé apontando para dentro e sempre que for dobrar os joelhos, eles naturalmente vão “grudar” no tanque.

5. Aprimore as curvas
A técnica de frear bem dentro da curva, inclinar, fazer a curva, endireitar a moto e acelerar já está passada. O certo a fazer é ao se aproximar da curva, reduzir até a marcha correta para entrar e então acelerar e sair da curva acelerando de motor cheio. Procure prestar atenção na forma que usa o acelerador, quanto mais suave melhor. Os pilotos que realizam esse fundamento com exatidão são os que andam na frente.

“Seguindo essas dicas e treinando sempre, até mesmo os fundamentos básicos, o desempenho do piloto aumenta consideravelmente. Sempre há algo para melhorar”, afirma o piloto da Gaia MX.
Para mais dicas e notícias do mundo off road acesse: http://mxfmotors.com.br/blog/

quarta-feira, 14 de junho de 2017

Kawasaki renova Ninja 1000 e Ninja 650 no Brasil

Ambas ganharam visual repaginado. Ninja 650R recebeu novo chassi e ficou 15
kg mais leve, enquanto a 1000 foi equipada com mais sistemas eletrônicos.

Publicado no Portal G1 em 14/06/2016
A Kawasaki renovou duas de suas motos da linha Ninja no Brasil. Para os modelos 2018. Ninja 1000 e Ninja 650 receberam importantes mudanças com novidades no visual para ambas. De acordo com a empresa, as vendas já começaram e as primeiras unidades chegam às lojas no final de julho.
Veja os preços: Ninja 650 ABS: R$ 33.990 (preta); Ninja 650 ABS Special Edition (misto de verde e preto); Ninja 1000 ABS: R$ 56.990 (preta); Ninja 1000 Tourer ABS: R$ 59.990 (misto de verde e preto)

A Ninja 650 ficou com uma estética bem mais esportiva, lembrando a ZX-10R. A exemplo de sua irmã Z650, a motocicleta recebeu novo chassi o que rendeu um peso 15 kg inferior. O modelo adotou novo quadro de treliça e abandonou a suspensão fixada lateralmente da versão anterior.

Seu peso agora é de 193 kg. Também mudaram os desenhos da carenagem, tanque, assentos, rabeta, bolha dianteira e espelhos retrovisores. O modelo também ganhou embreagem assistida e sistema deslizante, que evita o travamento da traseira na redução de marchas, além de novo painel, com indicador de marcha e shift-light.

No entanto, para se adequar às regras de emissões, o motor, que se manteve o mesmo bicilíndrico de 649 cc, perdeu potência. Ele passou de 72 cavalos para 68 cavalo, mas, por outro lado, o torque aumentou de 6,5 kgfm para 6,7 kgfm.

De acordo com a empresa, a entrega de força ficou mais linear no motor do modelo 2018, além de o torque máximo chegar mais cedo, a 6.500 rpm. Como benefício, a moto teria ficado 6,8% mais econômica.
Apesar de não tão profundas como na Ninja 650, a Ninja 1000 também recebeu mudanças no visual, ganhando novo desenho em seu farol dianteiro, que agora é de LED.

E agora se junta ao freio ABS, controle de tração e modos de pilotagem, o sistema KCMF (Kawasaki Cornering Management Function), que auxília o motociclista nas curvas, evitando quedas.
O motor segue o mesmo 4 cilindros de 1.043 cc e 142 cavalos de potência.

segunda-feira, 12 de junho de 2017

“Musa”da Silva segue na liderança no Brasileiro de Enduro FIM

Vinicius "Musa" da Silva

Piloto mineiro do Team Rinaldi confirma o segundo lugar da categoria Júnior na quarta etapa, realizada em Aracruz (ES)

Fonte: Mundo Press
Vinícius da Silva “Musa” foi o segundo mais rápido da classe EJúnior na quarta etapa do Campeonato Brasileiro de Enduro FIM. A prova valeu como rodada dupla na cidade de Aracruz, no Espírito Santo, e terminou neste domingo (11) após dois dias de disputas. Com o resultado, o piloto mineiro do Team Rinaldi segue na liderança da categoria direcionada aos novos talentos.

“O desafio teve um Extreme Teste bastante travado e especiais técnicas. O primeiro dia foi de adaptação ao percurso e hoje ataquei mais”, relatou Musa. Ele acelerou com os pneus Rinaldi SR39 na traseira e HE40 na dianteira da motocicleta. “Os pneus são ótimos em terrenos mistos e trazem bastante confiança na pilotagem”, analisou o representante do Zanol Team Rinaldi ASW. O Brasileiro de Enduro FIM conta com o patrocínio da Rinaldi e realiza a próxima etapa nos dias 15 e 16 de julho em Nova Lima (MG).

Bananalama 2017: encontro de trilheiros em SC sorteará 5 motos

Acontecerá entre os dias 6 e 9 de julho, o evento conta com a presença da MXF Motors que sorteará cinco motos MXF 250R.

Fonte: Engenharia de Comunicação
O Bananalama é um tradicional evento que surgiu em 2004 e reúne trilheiros do país inteiro na pequena cidade de Corupá, em Santa Catarina. Neste ano, a concentração acontece no Seminário Sagrado Coração de Jesus durante os dias 6, 7, 8 e 9 de julho. As inscrições já se encontram abertas.
O Encontro de Trilheiros é considerado o maior do mundo, tendo este título sido oficializado pelo Guinness World Records em 2013, quando o evento reuniu mais de três mil motos. Em 2017 a expectativa é superar esse número, chegando a 6 mil pilotos. A média de público geral no evento é de 60 mil pessoas.

A MXF Motors do Brasil, montadora de motos off road, estará presente no Bananalama e ainda apoia o evento, sorteando cinco motos MXF 250R. “Será uma honra prestigiar o Bananalama e ainda apoiar este evento. Esta é uma grande oportunidade de divulgarmos nossa marca”, conta João Henrique Montani, proprietário da MXF Motors.

Para concorrer ao sorteio basta se inscrever antecipadamente pelo link: https://www.clicreserva.com.br/bananalama/

Haverá ainda inscrições presenciais nos dias do evento:
Quinta (06): a partir das 19h às 22h
Sexta (07): a partir das 19h às 22h
Sábado (08): a partir das 15h às 22h
Domingo (09): a partir das 06h às 09h

Para saber mais detalhes sobre a MXF 250R que será sorteada é só acessar: http://mxfmotors.com.br/produto/motocross-250cc/

SERVIÇO
Local: Seminário Sagrado Coração de Jesus
Endereço: Seminário, Corupá – SC.
Horário de abertura dos portões:
Quinta  feira: 18:00h
Sexta feira: 18:00h 
Sábado: 11;30h
Domingo: 06:00h

sexta-feira, 9 de junho de 2017

Triumph Street Cup 2017:Capa retrô e interior recheado de tecnologia

Com visual de esportiva à moda antiga, moto "esconde" alta tecnologia e tem até
Imagem internet
controle de tração.

Publicado no Portal G1 em 08/06/2017
Depois de conseguir muito sucesso com sua linha de motos aventureiras, a britânica Triumph vem apostando todas as fichas em suas clássicas. Com vários modelos derivados da Bonneville, o mais divertido talvez seja a Street Cup, motocicleta que faz uma homenagem direta às café-racers.

Lançada no Brasil este ano e com preço de R$ 41.990, ela é uma clássica apenas no visual, porque por baixo de sua “pele” estão freios ABS, acelerador eletrônico, controle de tração e luz de LED na traseira, ou seja, tudo que se espera de uma moto moderna.

Pode se dizer que ela oferece o contrário dos modelos da Royal Enfield, marca também de origem no Reino Unido, mas que produz suas motos na Índia. A Royal tem modelos retrô e de tecnologia simples.
No caso da Street Cup é diferente, com pacote moderno e não deixando a desejar comparado à motos de visual “moderninho”.

Não dá para apontar uma concorrente direta da Street Cup no Brasil, pela ausência de motos parecidas e com preço similar, mas os consumidores podem encontrar traços da mesma proposta na Harley-Davidson Roadster ou na Royal Enfield Continental GT.

Mas mesmo assim, ainda existe bastantes diferenças. A Roadster, por exemplo, tem motor maior e preço mais alto, apesar de não investir tanto em tecnologia – a moto norte-americana não tem controle de tração e nem acelerador eletrônico.

O controle de tração ajuda a evitar sustos em piso escorregadio ou sujo. No chassi, a Street Cup também mantém a base de sua irmã, mas alteração no ângulo de inclinação da suspensão dianteira faz a moto flertar com a esportividade.

A Street Cup é uma moto capaz de oferecer dois mundos: tanto o de uma moto vintage, como o de uma moto tecnológica. Seu preço acaba sendo competitivo pelo que oferece, além de não ter nenhuma rival exatamente na mesma faixa de preço.

terça-feira, 6 de junho de 2017

Yamaha Star Venture é estradeira no estilo americano para brigar com a Harley

Modelo luxuoso tem tela sensível ao toque, equipamento de som, ABS e motorzão
de 1.850 cc.

Publicado no Portal G1 em 06/06/2017
A Yamaha apresentou, nos Estados Unidos, a nova Star Venture, modelo estradeiro da categoria touring que terá a missão de brigar com as Harley-Davidson dessa categoria. Ainda não há informações se a moto será vendida no Brasil.

Com porte avantajado, o modelo utiliza motorzão V2 de 1.850 cc de cilindrada e transmissão de 6 marchas, o que a torna uma concorrente da H-D Ultra Limited e da Indian Roadmaster.
O modelo tem proteção aerodinâmica caprichada e controle de velocidade de série, para um preço partindo de US$ 24.999.
Com ABS de série, o modelo possui um motor elétrico desenvolvido apenas para manobras de estacionamento da moto.

Aquecimento dos bancos, tela sensível ao toque, equipamento de som entradas USB, conexão Bluetooth e 3 compartimentos para bagagens também estão no pacote.

segunda-feira, 29 de maio de 2017

Vinícius da Silva “Musa” assume liderança no Brasileiro de Enduro FIM

Vinicius Silva

Piloto do Team Rinaldi vence terceira etapa em Biguaçu (SC) e é o novo ponteiro da classe E Júnior.

Fonte: Mundo Press
Vinícius da Silva, o Musa, assumiu a liderança da classe EJúnior no Campeonato Brasileiro de Enduro FIM. O piloto mineiro do Team Rinaldi venceu os dois dias de disputas da terceira etapa, realizada debaixo de muita chuva na cidade de Biguaçu, em Santa Catarina, neste fim de semana (27 e 28).
“Por conta da chuva, o terreno ficou liso e bem esburacado. Andei com bastante cautela e deu certo, não cometi erros e consegui a vitória”, disse Musa, representante da equipe Zanol Team Rinaldi ASW. “Estava difícil para todos os pilotos. Os pneus SR39 e HE40 fizeram a diferença nas trilhas e nos deslocamentos, que estavam técnicos e com tempos apertados. Agora que cheguei à liderança, vou brigar para continuar”, garantiu.

A Rinaldi é patrocinadora oficial do Brasileiro de Enduro FIM e teve mais dois pilotos mineiros no pódio do desafio. Rigor Rico foi o terceiro colocado da E3 e ocupa a mesma colocação na tabela de classificação da categoria. Já Ronald Santi, após confirmar o quinto lugar em solo catarinense, está em terceiro lugar da E2. A dupla acelera pela equipe Sherco Brasil.

Triumph Tiger 800 é eleita a moto com maior valor de revenda na sua categoria

A Tiger 800 traz como principais diferenciais seu visual moderno, uma tecnologia
mais focada no piloto com vários itens de conforto e segurança de série, menor consumo de combustível e melhor desempenho off-road.

A Triumph Tiger 800 foi eleita a motocicleta com o maior valor de revenda em sua categoria (Big Trail até 800 cc) na segunda edição do “Prêmio Maior Valor de Revenda – Motos”, criado pela agência Autoinforme em parceria com a Textofinal de Comunicação.
A pesquisa, feita juntamente com a Molicar, considerou 138 motos zero km mais vendidas, de 17 marcas, em 17 categorias, com base nas cotações de preços praticados no mercado entre março de 2016 e março de 2017.
Neste período de um ano, o modelo da Triumph apresentou uma depreciação de somente 11,5%, o que indica que a compra do modelo é um bom negócio para o consumidor deste segmento.
“São vários fatores que explicam este bom desempenho, como, por exemplo, o posicionamento correto dos preços de peças da Tiger Explorer e também a agilidade da rede para fornecer estes itens aos clientes”, explica Cláudio Peruche, gerente de Pós-Vendas da Triumph.

quinta-feira, 18 de maio de 2017

BMW G 310 R começa a ser montada no Brasil; conheça a 1ª moto de baixa cilindrada da marca

Peças da moto vêm da Índia para a linha de montagem em Manaus. Modelo tem motor de 1 cilindro e 34,4 cavalos de potência.

Publicado no Portal G1 em 18/05/2017
BMW G 310 R começou a ser montada em Manaus, na fábrica da empresa alemã no país, nesta quinta-feira (18). Esse é o primeiro modelo de baixa cilindrada da empresa para o mercado nacional e tem características urbanas. O preço ainda não foi divulgado.
Depois da G 310 R, a montadora vai trazer ao Brasil a G 310 GS, versão aventureira de sua linha de motos de baixa cilindrada.
A base de produção da G 310 R é na Índia, onde a fabricação é feita em parceria com a indiana TVS. De lá, as peças vêm ao Brasil para a montagem. Para a produação da moto e outros modelos, a fábrica em Manaus recebeu novo investimento de 4 milhões de Euros.
O modelo chega ao Brasil em uma faixa de cilindrada que tem modelos como Honda CB Twister e Yamaha Fazer 250. No entanto, a BMW deve focar em uma faixa de consumidores que procuram modelos mais premium, como a KTM 390 Duke, Kawasaki Z300.

O motor é um inédito monocilíndrico de 313 cc, de refrigeração líquida, com duplo comando de válvulas e injeção eletrônica. De acordo com a marca, atinge até 34,4 cavalos de potência e 2,85 kgfm de torque.

Responsável por empurrar os 158,5 kg da motocicleta, o novo propulsor possui o cilindro inclinado para trás e cabeçote rotacionado a 180 graus, o que permitiu que a moto se tornasse mais ágil, segundo a fabricante.

Sua suspensão dianteira é do tipo invertida, comum em modelos de maior cilindrada, e os freios são a disco em ambos os eixos.
Os detalhes foram bem trabalhados e o modelo possui ambas carenagens laterais ao lado do tanque, dando a impressão de ser um produto robusto. Freios ABS são de série na G 310 R.

terça-feira, 16 de maio de 2017

Brasileiros encaram desafio de Hard Enduro no Minas Riders

Sacramento Racing confirma presença com os gaúchos Gustavo Pellin, na
Gustavo Pellin
categoria Gold, e Diego Colett, que estreia na Bronze

Fonte: Mundo Press
A Sacramento Racing está pronta para representar o Brasil no Minas Riders, desafio que recebe a elite mundial do Hard Enduro. A equipe das motos KTM conta com os gaúchos Gustavo Pellin, na categoria Gold, e Diego Colett, que estreia entre os pilotos da Bronze. A prova tem início nesta quarta-feira (17) com o prólogo em Ouro Preto (MG) e inclui quase 600 quilômetros de percurso. A chegada será neste domingo (21) em Honório Bicalho, distrito de Nova Lima (MG).

A modalidade premia os pilotos mais rápidos, porém não é nada fácil cruzar a linha de chegada. A filosofia do Hard Enduro é justamente levar pilotos e equipamentos ao limite, por meio de obstáculos extremos, técnicos e, muitas vezes, quase intransponíveis. Assinado pelo austríaco Martin Freinademetz, idealizador do lendário Romaniacs, o Minas Riders coloca o Brasil na rota dos principais eventos de Hard Enduro pelo segundo ano consecutivo. Em 2017, 80% do trajeto traz trilhas inéditas.

“Completar o Minas Riders já é uma grande vitória”, reforçou Gustavo Pellin, que quer repetir o feito da temporada passada, quando foi o melhor brasileiro. Ele terá a companhia de grandes feras na classe Gold, como o espanhol Alfredo Gomez, os ingleses Graham Jarvis e Paul Bolton e o norte-americano Cody Webb. “A prova é longa e é preciso acelerar com consciência, dia após dia, para evitar quedas, lesões e qualquer coisa que possa prejudicar os planos de chegar até o final”, continuou.

Ele conta com a versatilidade da KTM EXC 300 dois tempos. “A moto é leve, forte e muito fácil de pilotar, perfeita para o tipo de desafio. Não é à toa que 90% dos pilotos de Hard Enduro competem com este modelo”, concluiu Pellin. Diego Colett está em contagem regressiva para a largada na classe Bronze. “Estou bastante animado e ansioso. Tudo vai ser novidade, já que é a minha estreia no Hard Enduro, mas treinei bastante a parte física e espero conseguir completar a prova, além de me divertir.”

Programação* – Minas Riders 2017
Quarta-feira, 17/5
Prólogo em Ouro Preto

Quinta-feira, 18/5
1ª etapa – Ouro Preto (MG)
Categoria Gold: 93 km de percurso
Silver: 87 km
Bronze: 71 km
Iron: 54 km

Sexta-feira, 19/5
2ª etapa – Ouro Preto / Barão de Cocais (MG)
Gold: 148 km
Silver: 147 km
Bronze: 128 km
Iron: 124 km

Sábado, 20/5
3ª etapa – Barão de Cocais / Belo Horizonte (MG)
Gold: 110 km
Silver: 99 km
Bronze: 95 km
Iron: 95 km

Domingo, 21/5
4ª etapa – Belo Horizonte / Honório Bicalho, Nova Lima (MG)
Gold: 47 km
Silver: 42 km
Bronze: 40 km
Iron: 41 km

terça-feira, 9 de maio de 2017

Can-Am lança capacetes exclusivos no mercado brasileiro

Marca canadense oferece proteção, estilo e ótima relação entre custo e benefício;
Capacete Can Am enduro
Produtos estão disponíveis nas mais de 60 concessionárias BRP

Fonte: Mundo Press.
A Can-Am já é referência no segmento off-road por fabricar quadriciclos e UTVs encarados como verdadeiros objetos de desejo. Para acelerar com ainda mais proteção e estilo, a marca canadense lança no mercado brasileiro dois modelos exclusivos de capacetes: Can-Am Enduro e Can-Am X1 Cross.
“Os equipamentos Can-Am trazem qualidade e um visual único, por isso sempre foram grande sucesso no exterior”, disse Adilson Greco Gaspar, coordenador de PAC (Peças, Acessórios e Vestuário) e Marketing para América Latina da BRP Brasil. O grupo é responsável por todos os produtos desenvolvidos pela Can-Am.

“A marca possui muitos fãs, está cada vez mais conhecida no Brasil. Assim, o leque de produtos disponibilizados no mercado nacional está sempre em crescimento. Os capacetes chegam com ótima relação entre custo e benefício”, continuou. O público pode encontrar os lançamentos nas mais de 60 concessionárias BRP espalhadas pelo país*.

Além dos capacetes, o catálogo inclui linha completa de roupas (calças, camisas e jaquetas para uso casual, esportivo e em competições de alto desempenho), óculos, luvas, bonés, gorros, meias, mochilas e bolsas de viagem. Os produtos são para toda a família, já que além de masculino e feminino incluem modelagens infantis e juvenis.

terça-feira, 25 de abril de 2017

MXF Motors entra no segmento de Mobilidade urbana com o MUV

O novo veículo sustentável promete trazer mobilidade com economia, segurança e
conforto. O MUV chega ao mercado nacional com preço sugerido de R$ 4.990,00.

Fonte: Engenharia de Comunicação
A MXF Motors do Brasil, fabricante de motos e quadriciclos off road, anuncia o investimento em mais um nicho de mercado: o de mobilidade urbana. A montadora lança no Brasil a MUV - Mobility Urban Vehicle (Veículo para Mobilidade Urbana), um veículo não poluente, que recarrega sua bateria em tomadas 110-240V, ou seja, dispensa combustível.

Pesquisas apontam que o grande gasto de tempo para se deslocar de casa até o trabalho prejudica a população de várias maneiras. O mau rendimento no trabalho, o pouco tempo que cada indivíduo tem para si mesmo, o cansaço e a perda de qualidade de vida, são algumas consequências da mobilidade ineficiente. Foi pensando nisso que a MXF lançou um modelo de MUV totalmente diferenciado e eficiente que promete resolver o problema de vários brasileiros.

O diferencial da MUV da MXF para os veículos que já encontramos no mercado é o design inovador, economia, praticidade e sustentabilidade, isso porque é um veículo elétrico e possui energia limpa.

A MUV é ideal para quem precisa se locomover na área urbana com facilidade e gastando muito menos. O veículo possui um motor de 1.600W 48V, podendo atingir até 50 km/h. Além disso, com sua bateria totalmente carregada é possível andar 30 km. Sua capacidade máxima é de 120 kg.

O lançamento chega com as cores:
· quadro preto com adesivo amarelo
· quadro preto com adesivo azul
· quadro preto com adesivo vermelho
· quadro branco com adesivo vermelho

“A tecnologia do MUV é acessível e totalmente propícia para o brasileiro, pois além da poluição que é emitida com veículos comuns, a população gasta muito tempo no trânsito. Todo o estresse e dinheiro gasto para a locomoção pode ser evitado ao utilizar a MUV. Para que a mobilidade urbana funcione, é preciso que existam meios de transportes com ótimas condições e foi nisso que a MXF focou nesse lançamento: qualidade e eficiência”, afirma João Henrique Montani, proprietário da MXF Motors do Brasil.

quinta-feira, 20 de abril de 2017

Royal Enfield lança motos no Brasil com preços a partir de R$ 18.900

Marca centenária criada no Reino Unido se 'mudou' para a Índia. Com operação
própria, venderá 3 modelos: Bullet, Classic e Continental GT.

Publicado no portal G1 em 20/04/2017
Royal Enfield apresentou nesta quinta-feira (20) as 3 motocicletas que venderá no Brasil, marcando o início das atividades de sua subsidiária no país. Com foco em motos de visual clássico e média cilindrada, os modelos são importados da Índia. Os primeiros modelos serão: Bullet 500, Classic 500 e Continental GT.
Depois de terminar a parceria com um importador local em 2015, a montadora de motos que produz mais de 60 motos por mês começa nova fase com operação própria.
"Estamos muito confiantes no Brasil. Nosso compromisso aqui é por décadas, não por anos", disse o presidente mundial da Royal Enfield, Rudratej Singh.

Veja os preços:
Bullet: R$ 18.900
Esse modelo é considerado a moto em produção mais antiga da história, com a fabricação iniciada em 1931.Seu motor é de 1 cilindro e 499 cc, com injeção eletrônica, e rende 27,2 cavalos em números de desempenho divulgados na Índia. As rodas são de 19 polegadas, na dianteira, e 18 polegadas, na traseira. Seu peso total é de 194 kg, para um tanque de 13,5 litros.
Motor 499 cc e 1 cilindro
Injeção eletrônica
Refrigerado a ar
27,2 cavalos de potência
4,21 kgfm de torque
5 marchas
Partida elétrica e pedal
Peso: 194 kg
Tanque de 13,5 litros

Classic
Regular - R$ 19.900
Regular ABS - R$ 20.900
Desert Storm, Squadron Blue e Battle Green - R$ 21.000
Desert Storm, Squadron Blue e Battle Green ABS - R$ 22.000
Modelo adota um visual bem clássico e possui apenas assento para o motociclista. O motor é o mesmo da Bullet, e também possui rodas de 19 polegadas, na dianteira, e 18 polegadas, na traseira. O peso também é de 194 kg, para um tanque de 13,5 litros.
Motor 499 cc e 1 cilindro
Injeção eletrônica
Refrigerado a ar
27,2 cavalos de potência
4,21 kgfm de torque
5 marchas
Partida elétrica e pedal
Peso: 194 kg
Tanque de 13,5 litros

Continental:
GT: R$ 23.000
GT ABS: R$ 24.500
A Continetal GT é a mais moderna da linha, mas também não deixa de adotar um visual clássico, neste caso, mais esportivo e no estilo "café-racer". O motor também é diferente, rendendo 29,1 cavalos de potência, com 1 cilindro e 535 cc de cilindrada. As rodas são de 18 polegadas em ambos os eixos.
Motor 535 cc e 1 cilindro
Injeção eletrônica
Refrigerado a ar
29,1cavalos de potência
4,5 kgfm de torque
5 marchas
Partida elétrica e pedal
Peso: 184 kg
Tanque de 13,5 litros

Opções sem ABS
A marca afirma que a justificativa para a presença de modelos sem freios ABS é comercial. "É um padrão mundial da marca. Existem os mais puristas que não querem ABS, mas temos os iniciantes que se sentem mais seguros com ABS", disse Fábio Albiero, gerente de marketing da Royal Enfield.

Vale lembrar que, pela legislação, a partir de 1º de janeiro de 2019, todas as motocicletas vendidas no Brasil deverão ter freios ABS. Pela regra, já no primeiro dia de 2018, a porcentagem deve ser de 60% dos modelos vendidos. Hoje, o índice é de 30%.

sexta-feira, 7 de abril de 2017

Sacramento Racing pronta para a 2ª etapa do Brasileiro de Enduro FIM

Equipe defende liderança de três categorias neste fim de semana, que ainda terá provas do Brasileiro de Velocross e do Paranaense de Regularidade

Fonte: Mundo Press
A Sacramento Racing está a caminho de Patrocínio, no Triângulo Mineiro, para a segunda etapa do Campeonato Brasileiro de Enduro FIM. A bordo das motocicletas KTM, a equipe defende lideranças com os pilotos Nielsen Bueno (Over 35), Vinícius Calafati (EJúnior) e Cassiano Tebaldi (Over40). As disputas serão realizadas neste fim de semana (8 e 9).

O time está com força máxima na etapa, uma das mais tradicionais do calendário nacional. Atual bicampeão da categoria, Gustavo Pellin acelera pela E3 e Anderson Vieira, pela Over 35. Loandro Anton e Victor Miranda estão confirmados na classe E1, enquanto Diego Colett e Maurício Rizzon representam a equipe na E2.

“As expectativas são as melhores, venci na etapa de abertura e vou fazer o melhor possível em Patrocínio”, disse Calafati, defensor do título da EJúnior. “As trilhas em Minas Gerais são de alto nível técnico e com muitas pedras, a cara do Campeonato Brasileiro. Os deslocamentos também prometem exigir bastante preparo”, concluiu.

A equipe Sacramento Racing é patrocinada por Alpinestars, Bell, Edgers Racing, Shopping SerrAzul, Dafra Motos, Motul, Tebaldi Gráficos e Honey Stinger.

Brasileiro de Velocross – A Sacramento Racing será representada pelo catarinense Jacson Keil na segunda etapa do Campeonato Brasileiro de Velocross. O evento está marcado para este fim de semana (8 e 9) em Canoinhas (SC). “Conheço o local da prova e gosto da pista, que sempre atrai grande público. As inscrições já superaram a marca de 250 motos e estou bastante animado”, disse o piloto. Ele é o atual líder da Força Livre e ainda acelera nas classes VX2 e Nacional.

Paranaense de Enduro de Regularidade – O bicampeão brasileiro Emerson Loth “Bombadinho” disputa a terceira etapa do Campeonato Paranaense de Enduro de Regularidade neste domingo (9). Ele é o atual líder da competição. “A prova será em União da Vitória (PR) e eu conheço bastante a região. Costumo competir bem lá e espero conseguir uma vitória e continuar na liderança”, concluiu Bombadinho.

terça-feira, 4 de abril de 2017

Jeri Adventure Ride prepara roteiro exclusivo no litoral cearense

Com estrutura de ponta, pacotes de cinco dias e motos KTM 350 EXC-F, novo
passeio off-road explora todas as linhas e formas de Jericoacoara

Fonte: Mundo Press
O Jeri Adventure Ride, novo passeio off-road com motocicletas KTM 350 EXC-F, apresenta roteiro exclusivo no litoral cearense. O plano de fundo são as paisagens paradisíacas de Jericoacoara, incluindo pacotes que oferecem infraestrutura completa em cinco dias e quatro noites de aventura. Os primeiros grupos largam em junho, sendo que há datas disponíveis até dezembro de 2017.

“O trajeto foi escolhido a dedo para proporcionar muita diversão nas areias de Jeri, eleita uma das 10 praias mais bonitas do mundo. Vamos acelerar em todas as linhas e formas, além de apreciar os principais pontos turísticos que a região ofecere”, antecipou Jorge Mattar, o Joca, guia responsável pelo Jeri Adventure Ride. Mesmo com mais de nove anos de experiência no segmento de ecoturismo com motocicletas, ele ficou impressionado pelo potencial do vilarejo cearense.

“Fomos atrás dos lugares mais inóspitos e separamos um roteiro variado e extremamente prazeroso de acelerar. Teremos blocos de dunas, planícies, trilhas mais abertas, praias desertas, cânions, lagoas e falésias. Será uma ‘brincadeira de rally’ da melhor qualidade e com toda a segurança. Além de lugares incríveis, Jericoacoara é uma vila muito charmosa e ficaremos hospedados em bangalôs de uma pousada a 50 metros do mar.”

Unir o melhor roteiro e o respeito ao meio ambiente foi outra preocupação dos organizadores do Jeri Adventure Ride. Além de Joca, estão envolvidos no projeto o multicampeão off-road Nielsen Bueno, o piloto de quadriciclo Ernesto Jun Watashi e o entusiasta de esportes a motor Domingos Justo.

“Temos o aval do ICMBio (Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade), que monitora o Parque Nacional de Jericoacoara, e vamos passar sempre por acessos permitidos. Eu irei na frente dos grupos, que terão até 12 participantes, e outro guia será responsável por fechar o passeio, reforçar a segurança e não deixar que nada fique pelo caminho”, explicou Joca.

Para obter mais informações, os interessados devem curtir a página do Jeri Adventure Ride no Facebook (www.facebook.com/jeriadventureride) e entrar em contato pelo telefone (11) 996121331 ou e-mail contato@jeriadvride.com. Confira a programação detalhada:

Dia 1
- Translado privativo do aeroporto / hotel em Fortaleza para Jericoacoara
- Hospedagem na base do Jeri Adventure Ride, na Praia do Preá
- 19h – Jantar na base do passeio
- 20h – Briefing sobre o funcionamento da base e do passeio
- 21h – Teste de equipamentos e das motocicletas KTM 350 EXC-F
- Pernoite na base do Jeri Adventure Ride

Dia 2
- 7h – Café da manhã na base do Jeri Adventure Ride
- 8h30 – Início do passeio Jeri Adventure Ride com as motos KTM 350 EXC-F
Descritivo do roteiro: Os quilômetros iniciais são em estradas sinuosas e trilhas que lembram trechos de provas de rally, que cruzam alguns vilarejos. Hora de acelerar em muitos trechos nas margens desertas das grandes lagoas da região. Almoço no ponto de apoio, com uma boa refeição caseira, seguido de breve descanso. Partida para região de dunas, onde será possível aproveitar todas as linhas e formas, além de pilotar em planícies e praias desertas.
- Jantar e pernoite na base do Jeri Adventure Ride

Dia 3
- 7h – Café da manhã na base do Jeri Adventure Ride
- 8h30 – Início do passeio Jeri Adventure Ride com as motos KTM 350 EXC-F
Descritivo do roteiro: Início do trajeto pelo litoral cearense no sentido Leste, percorrendo os limites do Parque Nacional de Jericoacoara. Após muitos quilômetros de praias, haverá dunas e mais paisagens litorâneas, com as enormes torres de energia eólica até acessar o cerrado. A partir deste ponto, o caminho é marcado por trechos diferentes de trilhas, estradinhas e pequenos vilarejos até chegar nas lagoas Azul e Paraíso. As velocidades vão aumentar nas marcas de trilhos em uma superfície plana e arenosa. Após almoço na beira da lagoa Paraíso, haverá mais trechos de dunas e locais desertos onde será possível sentir toda a potência das motocicletas.
- Jantar na vila de Jericoacoara
- Pernoite na base do Jeri Adventure Ride

Dia 4
- 7h – Café da manhã na base do Jeri Adventure Ride
- 8h30 – Início do passeio Jeri Adventure Ride com as motos KTM 350 EXC-F
Descritivo do roteiro: Dia da maior quilometragem da programação. Início em estradas sinuosas até acessar a praia, onde haverá parada estratégica para passeio de cerca de 30 minutos em canoas, para avistar cavalos marinhos. O restante do trajeto inclui cenários entre praias desertas, regiões de dunas, planícies e trilhas rápidas. O almoço será às margens do famoso lago Grande, com retorno para a base do Jeri Adventure Ride no final da tarde.
- Celebração de encerramento do passeio
- Jantar na base do Jeri Adventure Ride
- Apresentação de vídeo e fotos do passeio
- Pernoite na base do Jeri Adventure Ride

Dia 5
- 7h – Café da manhã na base do Jeri Adventure Ride
- Retorno em translado privativo até aeroporto / hotel em Fortaleza.

segunda-feira, 3 de abril de 2017

Sacramento Racing sai na frente no Gaúcho e no Sul-Brasileiro de Enduro FIM

A bordo das motos KTM, equipe ainda mantém liderança do Brasileiro de Enduro de Regularidade com o piloto Emerson Loth “Bombadinho”

Fonte: Mundo Press
A Sacramento Racing saiu na frente na briga pelos títulos do Campeonato Gaúcho e do Sul-Brasileiro de Enduro FIM 2017. A bordo das motos KTM, a equipe ditou ritmo com Gustavo Pellin, o mais rápido na abertura das competições, realizada neste domingo (2) em Caxias do Sul (RS). O time ainda comemorou vitória no Campeonato Brasileiro de Enduro de Regularidade com o piloto Emerson Loth “Bombadinho”, que segue na liderança (veja mais detalhes abaixo).

A prova em Caxias do Sul recebeu grandes feras do Enduro FIM e a Sacramento Racing dominou o pódio. Nas disputas do Campeonato Gaúcho, Anderson Vieira ganhou a classe E1 e Cassiano Tebaldi iniciou bem a defesa do título da E40, com vitória na categoria. Pellin liderou a classe E2, na qual Diego Colett foi o terceiro colocado e Maurício Rizzon, o quinto. Já no Sul-Brasileiro, além de Pellin (novamente na geral e na E2), a equipe contou com vitórias de Loandro Anton (classe E1) e Tebaldi (E40).

Pellin correu em casa e ficou satisfeito com os resultados. “Consegui andar bem, mas sem arriscar muito, e conquistei vitórias no Gaúcho e no Sul Brasileiro. A prova foi em uma região que eu já conhecia bastante, com a diferença que desta vez o terreno estava muito seco. A condição foi bastante atípica, já que a região costuma ter chão molhado”, comparou o piloto.

Brasileiro de Regularidade – Emerson Loth “Bombadinho” segue firme em busca do seu terceiro título nacional de Enduro de Regularidade. Após 300 quilômetros de percurso, o piloto venceu o Rally Transbahia, realizado neste fim de semana (1 e 2) em Senhor do Bonfim (BA). O evento foi válido como terceira e quarta etapas do Campeonato Brasileiro, no qual o piloto da Sacramento Racing é o líder da categoria Master e da classificação geral.

“Deu tudo certo e consegui vencer o Rally Transbahia, o que foi um ótimo resultado para a luta pelo título brasileiro de enduro de regularidade. A prova foi puxada e bastante técnica, com muita pedra e médias de velocidade bem altas. Foi uma disputa digna de Campeonato Brasileiro”, concluiu Bombadinho, que acelera a motocicleta KTM EXC-F 350.

Nova Coleção 2017 da Gaia MX traz óculos off road com lentes semi-espelhadas

Mais um lançamento para os apaixonados pelo universo off road: Nova coleção
de óculos Gaia MX.

Fonte: Engenharia de Comunicação
Chegaram os novos modelos de óculos off road da Gaia MX. A coleção 2017 aposta em diferenciais que garantem maior segurança e conforto para vários perfis de pilotos e modalidades, desde os profissionais até os amadores, além dos mirins.
Como grande novidade, a coleção 2017 da Gaia MX traz lentes semi-espelhadas em seis de seus 10 modelos, sendo eles: Yellow Fluor, Orange Fire, Special Macaw, Special Red, Radical Blue e o infantil Playstyle. A lente, intitulada de Rainbow, proporciona ao piloto mais claridade e maior visibilidade nos objetos presentes em seu campo de visão, principalmente em ambientes com pouca iluminação - como em trilhas.

Os óculos da Gaia ganharam também um encaixe anatômico em espuma para o nariz, chamado Fiting Nose, o qual facilita a respiração na hora de competir e leva a um maior conforto. Os modelos também possuem filtro com proteção UV, lente anti-embaçante e tratamento anti-risco, evitando pequenos arranhões.

A coleção 2017 da Gaia MX integra ainda os modelos: Carbon Master, Black Light, Radical Purple e Lizard Fluor.
Os óculos Gaia MX são utilizados por grandes pilotos brasileiros como Jean Ramos, Caio Lopes, Pedro Neto, Ricardo Tedeschi, Tatá Melo, Wemerson Vitor; Bruno Baeta, Bruno Borher, Luciano Wanderley , Marcely e Lays Cazadini e Gabriel Vinicius.

domingo, 2 de abril de 2017

Brasileiro de Enduro FIM revela detalhes da etapa em Patrocínio (MG)

Famoso pelo terreno acidentado com muitas pedras, evento no Triângulo Mineiro
tem percurso inspirado na prova do Ibero-Americano de 2014

Fonte: Mundo Press
A segunda etapa do Campeonato Brasileiro de Enduro FIM irá testar a habilidade dos pilotos nas trilhas de Patrocínio (MG), famosa pelo terreno acidentado com muitas pedras. Em sua 13ª edição, o Enduro de Patrocínio está marcado para os dias 8 e 9 de abril e terá percurso inspirado na prova do Ibero-Americano da modalidade, sediada pelo município do Triângulo Mineiro em 2014.

O evento é um dos mais tradicionais do calendário e vale como rodada dupla na briga pelos títulos nacionais. Além disso, soma pontos para o Campeonato Mineiro e a Copa Cerrado. “O empenho de todos é muito grande na organização. Mesmo sendo inédito, o percurso teve como base o trajeto do Ibero-Americano e traz qualidade técnica internacional”, explicou Maurício Brandão, diretor de Enduro FIM na Confederação Brasileira de Motociclismo (CBM) e presidente do Motoclube do Cerrado, responsável pela etapa.

Estão programadas três voltas no circuito por dia, e cada uma delas terá cerca de 2h10min de duração. As categorias que fazem parte do Enduro GP (E1, E2, E3, EJúnior e Over 35), que premia os pilotos mais rápidos da competição, terão 52 quilômetros de circuito. Já as classes Over 40, Over 45, Light, Feminina, Over 50 e EAmador completarão 48 km por volta.

O trajeto apresenta três trechos cronometrados (especiais). O Extreme Teste “Rinaldi”, localizado em frente ao estacionamento do supermercado Bernardão, a base do evento, será um grande atrativo para o público. O desafio possui 1km marcado por obstáculos artificiais, como carros, troncos e pneus.

Com 4,5km, o Enduro Teste “Barro Preto” é 100% formado por trilhas. Os pilotos enfrentarão muita pedra, subidas, raízes de árvores e canaletas, com trechos de single track muito travados. As velocidades maiores no Cross Teste “Serrinha”, em uma área de pastagem na encosta de montanha. Haverá muitas curvas e obstáculos naturais, com fácil acesso aos fãs do esporte.

O Campeonato Brasileiro de Enduro FIM 2017 é patrocinado por Rinaldi e conta com o apoio de MRPRO Braces, ASW, Sacramento Motorsports, Orange BH, Zanol Parts e Edgers.

Programação* – 2ª Etapa do Campeonato Brasileiro de Enduro FIM
Local: Patrocínio (MG)

7/4 (Sexta-feira)
Das 14h às 20h – Secretaria de prova na Cafeteria Dulcerrado
18h30 – Briefing na Cafeteria Dulcerrado

8/4 (Sábado)
Das 7h às 9h50 – Vistoria técnica / Motos no Parque Fechado
10h – Largada dos dois primeiros pilotos no estacionamento do supermercado Bernardão
16h33 – Chegada dos primeiros pilotos no estacionamento do supermercado Bernardão
16h53 – Motos no Parque Fechado
20h – Divulgação dos resultados no restaurante Traíras Filé

9/4 (Domingo)
8h – Largada dos dois primeiros pilotos no estacionamento do supermercado Bernardão
14h33 – Chegada dos primeiros pilotos no estacionamento do supermercado Bernardão / Motos no Parque Fechado
16h – Desafio Super Prime (entre os 16 melhores classificados de sábado)
19h – Divulgação dos resultados no restaurante Traíras Filé.

sábado, 1 de abril de 2017

UTVs garantem aventura de 1200 quilômetros entre Maranhão e Ceará

Com duração de sete dias, expedição organizada pela concessionária BRP
Casarini reúne 17 veículos e muita adrenalina

Fonte: Mundo Press
Sete dias, 1200 quilômetros percorridos e cenários paradisíacos. Este foi o resumo da expedição organizada pela concessionária BRP Casarini, que teve fim no último dia 23. A aventura reuniu 17 UTVs entre Santo Amaro, no Maranhão, e Jericoacoara, no Ceará.

“Foi uma viagem maravilhosa. Além do trajeto percorrido, o clima de confraternização entre os participantes foi sensacional”, disse Deninho Casarini, atual campeão brasileiro de rally baja (classe UTV Pró) e responsável pela concessionária, que contou com o suporte da equipe Malacabados Off-Road no evento. O grupo canadense BRP é responsável pelos quadriciclos e UTVs da Can-Am, pelas motos aquáticas da Sea-Doo e pelos motores de popa da Evinrude.

“Vivemos uma semana no paraíso. Contornamos os Lençóis Maranhenses, nas áreas em que é permitida a circulação, e passamos pelo Piauí até chegar no Ceará e em Jericoacoara.” Na frota, os quatro veículos Can-Am Maverick X3, lançamento da marca para 2017, surpreenderam os participantes.

“Fizemos test drive com os novos X3 e todos ficaram impressionados, os UTVs são fora de série. O passeio mostrou na prática o conforto, potência e dirigibilidade do modelo, tanto que de cara quatro participantes já vão trocar seus UTVs pelos X3”, acrescentou Casarini. A concessionária BRP realiza expedições off-road com frequência e os interessados podem ter mais informações nos telefones (11) 3392-3000 e (11) 3582-6782, que são das lojas Casarini na capital paulista.

quarta-feira, 29 de março de 2017

Honda revela moto 150SS (cafezinho) Racer na Tailândia

Modelo conceitual tem visual futurista e câmera instalada na rabeta.

Publicado no portal G1 em 29/03/2017
A Honda apresentou a inédita moto 150SS Racer no Salão de Bangkoc, na Tailândia. Ainda não há muitos detalhes sobre o conceito, que mistura tendências futuristas com o toque retrô de estilo café-racer.

Seu motor foi herdado da CBR 150, modelo vendido na Ásia, mas que não está disponível no Brasil. O modelo conta com painel 100% digital e detalhes que lembram modelos de maior cilindrada.
O escape tem posicionamento baixo, enquanto a rabeta é alta e conta com uma câmera instalada em sua ponta.
O tanque possui um ar "musculoso" e é envolvido por carenagens, enquanto as rodas são fechadas.

Passeio para motos aquáticas navega pelo litoral catarinense

De Balneário Camboriú a Bombinhas, grupo com 28 embarcações aproveita as
belezas da região e aprova a experiência

Fonte: Mundo Press
As motos aquáticas proporcionaram um dia de muita diversão e belezas naturais no litoral catarinense. Com 28 embarcações, o grupo formado por 45 pessoas foi de Balneário Camboriú até a praia da Sepultura, em Bombinhas, e aprovou a experiência. O evento foi organizado neste sábado (25) pela Montreal Powersports, concessionária dos produtos BRP, o que inclui os produtos Sea-Doo, os motores de popa Evinrude e os veículos Can-Am.

“O evento foi aberto a proprietários de motos aquáticas de todas as marcas, mas a grande maioria era Sea-Doo, com modelos que variaram desde o Spark até as máquinas de 300 HP. Escolhemos ir até a praia da Sepultura porque é um local muito bonito e ideal para o mergulho. Foram duas horas de navegação, entre ida e volta, com direito a uma parada estratégica em Porto Belo para almoço”, contou Leonardo Fernandes Neto, da Montreal Powersports.

Além da tradicional loja em Chapecó, a concessionária BRP inaugurou em fevereiro uma unidade em Balneário Camboriú. “Atingimos todos os objetivos com o passeio, os participantes gostaram muito e já solicitaram o próximo encontro. Vamos divulgar em breve a data do evento, que terá um novo destino”, antecipou Neto. Para ter mais informações, basta entrar em contato com a equipe da Montreal Powersports nos telefones 47 2033-0014 (Balneário) ou 49 3323-0084 (Chapecó).

Rinaldi prestigia parceiros comerciais de Minas Gerais e de São Paulo

Palestra Rinaldi, Indep-MG

Equipe da fábrica gaúcha de pneus realiza série de visitas a clientes no mês de março, além de palestras técnicas

Fonte: Mundo Press
A Rinaldi dedicou o mês de março a uma série de visitas e palestras técnicas a clientes dos Estados de Minas Gerais e de São Paulo. Sempre em contato direto, a equipe da fábrica gaúcha de pneus e câmaras de ar esteve nas instalações de nove parceiros comerciais.

Em Minas Gerais, o roteiro incluiu as empresas Indepe (na cidade de Inhapim), Hiper Motos (Ipatinga), Motoarte (Belo Horizonte), Gominha Pneus e Total Max Parts (ambos de Lagoa da Prata). Já em São Paulo, a equipe visitou a Kagiva Motos, Brandão Motos e Pirâmide Motos, em São José dos Campos, além da Serginho Motos, em Taubaté.

“As visitas são fundamentais para reforçarmos o relacionamento com os clientes. É preciso estar perto para passar informações importantes sobre os produtos e e os investimentos da fábrica e, principalmente, para ouvir os clientes e entender suas dúvidas e necessidades”, explicou Sérgio De Paris, gerente comercial da Rinaldi.

A Rinaldi iniciou as atividades em 1969 com 60 colaboradores e 15 mil m² de área fabril para produção de materiais de recauchutagem em Bento Gonçalves (RS). A empresa ampliou a produção com as câmaras de ar para as linhas automotiva, transporte e industrial na década de 80, além de introduzir a fabricação de pneus e câmaras de ar para as linhas de motocicletas, agrícola, industrial (não motorizada) e charretes.

quinta-feira, 23 de março de 2017

Yamaha revela potência e preço da nova esportiva YZF-R6

Ainda sem previsão de vendas no Brasil, modelo parte de 14.095 euros na Europa
e possui motor de 118,4 cavalos.

Publicado no portal G1 em 23/03/2017
A nova Yamaha YZF-R6 foi revelada no Salão de Milão de 2016, mas a empresa mantinha mistério sobre a suas especificações técnicas. Ainda sem previsão de vendas no Brasil, o modelo parte de 14.095 euros.

Nesta quinta-feira (23), a empresa divulgou a esperada potência da moto: são 118,4 cavalos a 14.500 rpm.

Com 4 cilindros e 599 cc, o modelo tem 6,3 kgfm de torque e câmbio de 6 marchas. Comparado ao antigo, o novo motor ficou menos potente, já que antes rendia 129 cavalos.
No entanto, o modelo conta com controle de tração de 6 níveis e freios ABS. Seu novo visual foi inspirado em sua "irmã maior", a Yamaha YZF-R1. A suspensão dianteira foi renovada e as novas carenagens melhoraram em 8% a eficiência aerodinâmica da motocicleta.

O tanque também foi redesenhado, outra mudança para diminuir a resistência ao vento. Os discos de freios da dianteira ficaram 10 mm maiores e agora têm 320 mm de diâmetro.

quarta-feira, 22 de março de 2017

Abraciclo anuncia linha de crédito especial para aquisição de motocicletas


Entidade firma parceria com a Caixa Econômica Federal buscando aquecer as vendas e fortalecer o Setor de Duas Rodas

A ABRACICLO, Associação Brasileira dos Fabricantes de Motocicletas, Ciclomotores, Motonetas, Bicicletas e Similares, firmou acordo de cooperação comercial em 17 de março, com a Caixa Econômica Federal, em São Paulo (SP), que visa ampliar as operações de financiamento para o segmento de motocicletas.

O acordo prevê o desenvolvimento de ações conjuntas para potencializar os negócios do setor e fortalecer as parcerias entre a Abraciclo e suas associadas e a Caixa e suas subsidiárias, através de linhas de financiamento para os consumidores e para pessoas jurídicas (indústria e concessionárias). Serão oferecidas taxas competitivas e prazos diferenciados.
“O acordo é uma conquista para o segmento, que vem sofrendo com a alta seletividade na oferta de crédito nos últimos anos. A iniciativa da Abraciclo junto à Caixa vem num momento muito oportuno para estimular os negócios, ampliando a oferta de crédito para os consumidores, o que permitirá um acesso ainda mais fácil para compra das motocicletas”, declara Marcos Fermanian, presidente da Abraciclo.

Já para o vice-presidente de Estratégia de Produtos de Varejo da Caixa em exercício, Humberto Magalhães, o acordo é muito importante para o segmento. “Com essa parceria, a Caixa propicia condições ainda melhores de financiamento para os seus clientes que desejam adquirir motos, além de ofertar às concessionárias e fabricantes linhas de crédito mais atrativas que contribuirão para o aquecimento do setor”.

O evento contou com as presenças de representantes do Ministério da Indústria, Comércio Exterior e Serviços (MDIC), do deputado federal Pauderney Avelino, executivos da Abraciclo, da Caixa Econômica Federal e das empresas fabricantes de motos, além da Federação Nacional da Distribuição de Veículos Automotores – Fenabrave, de associações de marca, concessionários e demais representantes do setor.

A indústria de motocicletas sofreu com as incertezas do cenário político-econômico durante todo o ano de 2016. Diante de um mercado mais cauteloso, para 2017, o segmento projeta atingir resultados semelhantes ao do ano anterior, quando a produção atingiu o mesmo patamar de 2002 (menos de 890 mil unidades), mantendo-se estável. Além disso, a realização de eventos, como o Salão Duas Rodas, em novembro próximo, deverá contribuir para estimular os negócios no segundo semestre.

sábado, 18 de março de 2017

Honda cria moto para Scarlett Johansson em 'Vigilante do Amanhã'

Modelo futurista será pilotado por personagem principal em um Japão de anos à frente

Publicado no Portal G1 em 17/03/2017

Scarlett Johansson
O filme baseado no mangá "Ghost in the Shell", estrelado por Scarlett Johansson, terá uma moto desenvolvida pela Honda para a personagem principal.
Chamado de "Vigilante do Amanhã" no Brasil, com estreia programada para 30 de março, o longa se passa em um Japão futurístico e a motocicleta também apresenta linhas "high tech".

Como base, a montadora utilizou o modelo existente NM4 Vultus, que já tem um visual chocante, para que Johansson possa pilotar no combate contra o crime.
A Vultus possui motor é um bicilíndrico de 745 cc, capaz de gerar 54,8 cavalos de potência, e o câmbio é do tipo automatizado de dupla embreagem.
A marca não revelou detalhes técnicos sobre a moto do filme, mas, logicamente, se espera algo mais tecnologicamente avançado.

A trama acompanha Motoko Kusanagi (Johansson), ou apenas Major, uma híbrida de humano e ciborgue que lidera a força-tarefa de elite Seção 9 em um Japão futurístico.
Na produção, ela precisa perseguir e impedir um hacker cujo objetivo é deter os avanços da tecnologia cibernética.
"Vigilante do Amanhã: Ghost in the Shell" é dirigido por Rupert Sanders ("Branca de Neve e o caçador"). O elenco também inclui Beat Takeshi Kitano, Juliette Binoche e Michael Pitt.

sexta-feira, 17 de março de 2017

Sacramento Racing inicia em casa a disputa do Brasileiro de Enduro FIM

Equipe das motos KTM defende títulos nacionais de quatro categorias; Abertura
Gustavo Pellin
será neste fim de semana no Shopping SerrAzul, em Itupeva (SP)

Fonte:Mundo Press
A Sacramento Racing está pronta para o início do Campeonato Brasileiro de Enduro FIM, marcado para este final de semana (18 e 19) na base de treinamento da equipe, o Shopping SerrAzul, em Itupeva (SP). O time das motocicletas KTM defende títulos nacionais de quatro categorias: E3 (com o atual bicampeão Gustavo Pellin), EJúnior (Vinícius Calafati), Over 35 (Nielsen Bueno) e Over 40 (Cassiano Tebaldi).

Diego Colett (E1), Anderson Vieira (E1) e Maurício Rizzon (E2) também prometem forte ritmo nas trilhas. “Mantivemos a base da equipe da temporada passada, que foi um sucesso e rendeu 23 títulos nas competições de enduro, velocross e cross country”, lembrou Nielsen Bueno, multicampeão off-road e chefe da Sacramento Racing. “Vamos abrir a temporada em casa e estamos muito motivados. Além da ótima estrutura para o público no Shopping SerrAzul, foram levantadas novas trilhas e as disputas terão alto nível técnico. Estamos com os treinos em dia e prontos para a batalha.”

O circuito da prova possui 30 quilômetros de extensão, com três trechos especiais. Serão quatro voltas no circuito no sábado e mais três voltas no domingo, sendo a primeira de reconhecimento. Com novas equipes e pilotos estrangeiros de olho nos títulos, as expectativas são grandes para a temporada 2017. “O Enduro FIM está em pleno crescimento e a Sacramento Racing acredita na modalidade. Vamos nos esforçar para que os títulos nacionais fiquem nas mãos dos nossos pilotos brasileiros”, concluiu Nielsen.

A equipe Sacramento Racing é patrocinada por Alpinestars, Bell, Edgers Racing, Shopping SerrAzul, Dafra Motos, Motul, Tebaldi Gráficos e Honey Stinger.