quarta-feira, 14 de junho de 2017

Kawasaki renova Ninja 1000 e Ninja 650 no Brasil

Ambas ganharam visual repaginado. Ninja 650R recebeu novo chassi e ficou 15
kg mais leve, enquanto a 1000 foi equipada com mais sistemas eletrônicos.

Publicado no Portal G1 em 14/06/2016
A Kawasaki renovou duas de suas motos da linha Ninja no Brasil. Para os modelos 2018. Ninja 1000 e Ninja 650 receberam importantes mudanças com novidades no visual para ambas. De acordo com a empresa, as vendas já começaram e as primeiras unidades chegam às lojas no final de julho.
Veja os preços: Ninja 650 ABS: R$ 33.990 (preta); Ninja 650 ABS Special Edition (misto de verde e preto); Ninja 1000 ABS: R$ 56.990 (preta); Ninja 1000 Tourer ABS: R$ 59.990 (misto de verde e preto)

A Ninja 650 ficou com uma estética bem mais esportiva, lembrando a ZX-10R. A exemplo de sua irmã Z650, a motocicleta recebeu novo chassi o que rendeu um peso 15 kg inferior. O modelo adotou novo quadro de treliça e abandonou a suspensão fixada lateralmente da versão anterior.

Seu peso agora é de 193 kg. Também mudaram os desenhos da carenagem, tanque, assentos, rabeta, bolha dianteira e espelhos retrovisores. O modelo também ganhou embreagem assistida e sistema deslizante, que evita o travamento da traseira na redução de marchas, além de novo painel, com indicador de marcha e shift-light.

No entanto, para se adequar às regras de emissões, o motor, que se manteve o mesmo bicilíndrico de 649 cc, perdeu potência. Ele passou de 72 cavalos para 68 cavalo, mas, por outro lado, o torque aumentou de 6,5 kgfm para 6,7 kgfm.

De acordo com a empresa, a entrega de força ficou mais linear no motor do modelo 2018, além de o torque máximo chegar mais cedo, a 6.500 rpm. Como benefício, a moto teria ficado 6,8% mais econômica.
Apesar de não tão profundas como na Ninja 650, a Ninja 1000 também recebeu mudanças no visual, ganhando novo desenho em seu farol dianteiro, que agora é de LED.

E agora se junta ao freio ABS, controle de tração e modos de pilotagem, o sistema KCMF (Kawasaki Cornering Management Function), que auxília o motociclista nas curvas, evitando quedas.
O motor segue o mesmo 4 cilindros de 1.043 cc e 142 cavalos de potência.

segunda-feira, 12 de junho de 2017

“Musa”da Silva segue na liderança no Brasileiro de Enduro FIM

Vinicius "Musa" da Silva

Piloto mineiro do Team Rinaldi confirma o segundo lugar da categoria Júnior na quarta etapa, realizada em Aracruz (ES)

Fonte: Mundo Press
Vinícius da Silva “Musa” foi o segundo mais rápido da classe EJúnior na quarta etapa do Campeonato Brasileiro de Enduro FIM. A prova valeu como rodada dupla na cidade de Aracruz, no Espírito Santo, e terminou neste domingo (11) após dois dias de disputas. Com o resultado, o piloto mineiro do Team Rinaldi segue na liderança da categoria direcionada aos novos talentos.

“O desafio teve um Extreme Teste bastante travado e especiais técnicas. O primeiro dia foi de adaptação ao percurso e hoje ataquei mais”, relatou Musa. Ele acelerou com os pneus Rinaldi SR39 na traseira e HE40 na dianteira da motocicleta. “Os pneus são ótimos em terrenos mistos e trazem bastante confiança na pilotagem”, analisou o representante do Zanol Team Rinaldi ASW. O Brasileiro de Enduro FIM conta com o patrocínio da Rinaldi e realiza a próxima etapa nos dias 15 e 16 de julho em Nova Lima (MG).

Bananalama 2017: encontro de trilheiros em SC sorteará 5 motos

Acontecerá entre os dias 6 e 9 de julho, o evento conta com a presença da MXF Motors que sorteará cinco motos MXF 250R.

Fonte: Engenharia de Comunicação
O Bananalama é um tradicional evento que surgiu em 2004 e reúne trilheiros do país inteiro na pequena cidade de Corupá, em Santa Catarina. Neste ano, a concentração acontece no Seminário Sagrado Coração de Jesus durante os dias 6, 7, 8 e 9 de julho. As inscrições já se encontram abertas.
O Encontro de Trilheiros é considerado o maior do mundo, tendo este título sido oficializado pelo Guinness World Records em 2013, quando o evento reuniu mais de três mil motos. Em 2017 a expectativa é superar esse número, chegando a 6 mil pilotos. A média de público geral no evento é de 60 mil pessoas.

A MXF Motors do Brasil, montadora de motos off road, estará presente no Bananalama e ainda apoia o evento, sorteando cinco motos MXF 250R. “Será uma honra prestigiar o Bananalama e ainda apoiar este evento. Esta é uma grande oportunidade de divulgarmos nossa marca”, conta João Henrique Montani, proprietário da MXF Motors.

Para concorrer ao sorteio basta se inscrever antecipadamente pelo link: https://www.clicreserva.com.br/bananalama/

Haverá ainda inscrições presenciais nos dias do evento:
Quinta (06): a partir das 19h às 22h
Sexta (07): a partir das 19h às 22h
Sábado (08): a partir das 15h às 22h
Domingo (09): a partir das 06h às 09h

Para saber mais detalhes sobre a MXF 250R que será sorteada é só acessar: http://mxfmotors.com.br/produto/motocross-250cc/

SERVIÇO
Local: Seminário Sagrado Coração de Jesus
Endereço: Seminário, Corupá – SC.
Horário de abertura dos portões:
Quinta  feira: 18:00h
Sexta feira: 18:00h 
Sábado: 11;30h
Domingo: 06:00h

sexta-feira, 9 de junho de 2017

Triumph Street Cup 2017:Capa retrô e interior recheado de tecnologia

Com visual de esportiva à moda antiga, moto "esconde" alta tecnologia e tem até
Imagem internet
controle de tração.

Publicado no Portal G1 em 08/06/2017
Depois de conseguir muito sucesso com sua linha de motos aventureiras, a britânica Triumph vem apostando todas as fichas em suas clássicas. Com vários modelos derivados da Bonneville, o mais divertido talvez seja a Street Cup, motocicleta que faz uma homenagem direta às café-racers.

Lançada no Brasil este ano e com preço de R$ 41.990, ela é uma clássica apenas no visual, porque por baixo de sua “pele” estão freios ABS, acelerador eletrônico, controle de tração e luz de LED na traseira, ou seja, tudo que se espera de uma moto moderna.

Pode se dizer que ela oferece o contrário dos modelos da Royal Enfield, marca também de origem no Reino Unido, mas que produz suas motos na Índia. A Royal tem modelos retrô e de tecnologia simples.
No caso da Street Cup é diferente, com pacote moderno e não deixando a desejar comparado à motos de visual “moderninho”.

Não dá para apontar uma concorrente direta da Street Cup no Brasil, pela ausência de motos parecidas e com preço similar, mas os consumidores podem encontrar traços da mesma proposta na Harley-Davidson Roadster ou na Royal Enfield Continental GT.

Mas mesmo assim, ainda existe bastantes diferenças. A Roadster, por exemplo, tem motor maior e preço mais alto, apesar de não investir tanto em tecnologia – a moto norte-americana não tem controle de tração e nem acelerador eletrônico.

O controle de tração ajuda a evitar sustos em piso escorregadio ou sujo. No chassi, a Street Cup também mantém a base de sua irmã, mas alteração no ângulo de inclinação da suspensão dianteira faz a moto flertar com a esportividade.

A Street Cup é uma moto capaz de oferecer dois mundos: tanto o de uma moto vintage, como o de uma moto tecnológica. Seu preço acaba sendo competitivo pelo que oferece, além de não ter nenhuma rival exatamente na mesma faixa de preço.

terça-feira, 6 de junho de 2017

Yamaha Star Venture é estradeira no estilo americano para brigar com a Harley

Modelo luxuoso tem tela sensível ao toque, equipamento de som, ABS e motorzão
de 1.850 cc.

Publicado no Portal G1 em 06/06/2017
A Yamaha apresentou, nos Estados Unidos, a nova Star Venture, modelo estradeiro da categoria touring que terá a missão de brigar com as Harley-Davidson dessa categoria. Ainda não há informações se a moto será vendida no Brasil.

Com porte avantajado, o modelo utiliza motorzão V2 de 1.850 cc de cilindrada e transmissão de 6 marchas, o que a torna uma concorrente da H-D Ultra Limited e da Indian Roadmaster.
O modelo tem proteção aerodinâmica caprichada e controle de velocidade de série, para um preço partindo de US$ 24.999.
Com ABS de série, o modelo possui um motor elétrico desenvolvido apenas para manobras de estacionamento da moto.

Aquecimento dos bancos, tela sensível ao toque, equipamento de som entradas USB, conexão Bluetooth e 3 compartimentos para bagagens também estão no pacote.