quarta-feira, 18 de abril de 2018

Brasileiros assumem a vice-liderança dos UTVs no Rally Merzouga

Bruno Varela e Gustavo Gugelmin chegam à metade da prova na briga pelo título da classe; Quatro primeiros dos UTVs aceleram o Can-Am Maverick X3

Fonte:Mundo Press
Foto: Lukasz Paczkowski

O piloto paulista Bruno Varela e o navegador catarinense Gustavo Gugelmin estão na briga direta pelo título dos UTVs no 8º Rally Merzouga, no Marrocos. A dupla brasileira assumiu a vice-liderança da categoria nesta quarta-feira (18) a bordo do Can-Am Maverick X3, o UTV campeão do Rally Dakar. A quarta e penúltima etapa da prova será realizada nesta quinta-feira (19) e ainda segue o formato maratona, ou seja, sem auxílio mecânico externo.

A terceira etapa marcou a metade da prova com 303 quilômetros de percurso (239 deles de especiais). Os brasileiros impuseram ritmo forte e conseguiram subir um degrau na classificação geral dos UTVs, de acordo com os resultados extraoficiais. Eles estão a apenas 16min50seg dos líderes, os portugueses Ruben Faria e Pedro Velosa.

Os norte-americanos Casey Currie e Quin Evans aparecem na terceira colocação da tabela, seguidos por Annet Fischer/Filipe Palmeiro, da Alemanha. Os quatro competidores mais rápidos dos UTVs aceleram o Can-Am Maverick X3. “O Rally Merzouga tem sido muito difícil e extremamente disputado”, disse Bruno Varela, atual campeão dos UTVs no Rally dos Sertões.

“A prova segue em formato maratona, sem dúvidas a próxima etapa será decisiva. Estamos na briga pela vitória e ainda há muita coisa para acontecer até a chegada”, concluiu. O competidor tem a velocidade no DNA, já que é filho de Reinaldo Varela, piloto que foi campeão dos UTVs no Rally Dakar 2018 ao lado do navegador Gustavo Gugelmin.

O percurso total do Rally Merzouga soma 1159 quilômetros, incluindo 908 de especiais (trechos cronometrados). Os campeões serão conhecidos na próxima sexta-feira (20).

Resultados acumulados após três etapas
1 – Ruben Faria/Pedro Velosa (Portugal) – 12:19:41 – Can-Am Maverick X3
2 – Bruno Varela/Gustavo Gugelmin (Brasil) – 12:36:31 – Can-Am Maverick X3
3 – Casey Currie/Quin Evans (Estados Unidos) – 12:40:19 – Can-Am Maverick X3
4 – Annet Fischer/Filipe Palmeiro (Alemanha) – 13:53:18 – Can-Am Maverick X3
5 – Eric Abel/Christian Manez (França) – 13:54:14

Resultados – 3ª etapa
1 – Ruben Faria/Pedro Velosa (Portugal) – 04:07:04 – Can-Am Maverick X3
2 – Bruno Varela/Gustavo Gugelmin (Brasil) – 04:16:05 – Can-Am Maverick X3
3 – Casey Currie/Quin Evans (Estados Unidos) – 04:31:45 – Can-Am Maverick X3
4 – Frederic Pitout/Eugénie Decré (França) – 04:32:32 – Can-Am Maverick X3
5 – Joel Labille/Renaud Niveau (França) – 04:39:30.

terça-feira, 17 de abril de 2018

Brasileiros estão em terceiro lugar entre os UTVs do Rally Merzouga

Bruno Varela e Gustavo Gugelmin

Bruno Varela e Gustavo Gugelmin partem para o terceiro dia de prova a bordo do UTV Can-Am Maverick X3; Etapa será em formato maratona

Fonte: Mundo Press
Fotos:Lukasz Paczkowski

Após dois dias e mais de 430 quilômetros percorridos, o piloto Bruno Varela e o navegador Gustavo Gugelmin estão em terceiro lugar entre os UTVs do 8º Rally Merzouga, no Marrocos. A dupla brasileira acelera o UTV Can-Am Maverick X3, o veículo campeão da categoria no Rally Dakar. A terceira etapa da prova será realizada nesta quarta-feira (18) na região de Merzouga em formato maratona, o qual não permite auxílio mecânico externo.

Os brasileiros abriram as disputas em segundo lugar dos UTVs e, nesta terça-feira (17), fizeram o sexto melhor tempo da categoria, de acordo com os resultados extraoficiais. O trajeto do dia trouxe 175,32 quilômetros de especiais (trechos cronometrados) e diversos desafios, como conta o catarinense Gugelmin, atual campeão dos UTVs no Rally Dakar.

“A prova é muito completa e traz todo o tipo de obstáculo, como areias, pedras e navegação pesada. Tive problemas com desidratação nesta segunda etapa, mas estarei recuperado para a encarar a maratona. O Rally Merzouga não chegou nem na metade e a gente está na briga pelo título dos UTVs”, explicou.

Gugelmin segue confiante para os próximos dois dias de prova, que com o formato maratona não permitem manutenção nos equipamentos por parte da equipe de apoio. “O Can-Am Maverick X3 está perfeito, não tivemos qualquer problema. A equipe South Racing Can-Am só teve que fazer a manutenção básica no veículo até agora. Tenho muita confiança no UTV, afinal, já passou pelo maior teste do off-road que é o Rally Dakar”, concluiu.

A disputa dos UTVs traz os competidores da equipe South Racing Can-Am nas três primeiras colocações. Os norte-americanos Casey Currie e Quin Evans são os líderes da classe, seguidos pelos portugueses Ruben Faria e Pedro Velosa. A diferença entre os brasileiros e os ponteiros dos UTVs é de 11min52seg nos resultados acumulados.

O percurso total do Rally Merzouga tem 1159 quilômetros, incluindo 908 de especiais (trechos cronometrados). Os campeões serão conhecidos na próxima sexta-feira (20).

Resultados UTVs – Rally Merzouga (extraoficiais)\
Resultados acumulados após duas etapas
1 – Casey Currie/Quin Evans (Estados Unidos) – 08:08:34 – Can-Am Maverick X3
2 – Ruben Faria/Pedro Velosa (Portugal) – 08:12:37 – Can-Am Maverick X3
3 – Bruno Varela/Gustavo Gugelmin (Brasil) – 08:20:26 – Can-Am Maverick X3
4 – Carlos Checa/Marc Serra Jove (Espanha) – 08:20:54
5 – Eric Abel/Christian Manez (França) – 08:54:05

Resultados – 2ª etapa
1 – Casey Currie/Quin Evans (Estados Unidos) – 03:28:03 – Can-Am Maverick X3
2 – Frederic Henricy/Eric Bersey (França) – 03:46:25
3 – Carlos Checa/Marc Serra Jove (Espanha) – 03:51:18
4 – Ruben Faria/Pedro Velosa (Portugal) – 03:51:52 – Can-Am Maverick X3
5 – Eric Abel/Christian Manez (França) – 03:53:36
6 – Bruno Varela/Gustavo Gugelmin (Brasil) – 03:59:26 – Can-Am Maverick X3.

quinta-feira, 22 de março de 2018

Concessionária BRP Guerra Náutica expõe na 7ª FEMEC, em Minas Gerais

Feira do Agronegócio Mineiro é a maior do setor na região de Uberlândia; Veículos off-road Can-Am e motos aquáticas Sea-Doo ganham destaque

Fonte: Mundo Press
Fotos: Divulgação/Guerra Náutica

A 7ª Feira do Agronegócio Mineiro movimenta o Parque de Exposições Camaru, em Uberlândia MG), até esta sexta-feira (dia 23). O evento, considerado o mais importante do setor na região do Triângulo Mineiro, gerou negócios superiores a R$ 219 milhões e recebeu mais de 50 mil visitantes em sua última edição. A concessionária Guerra Náutica marca presença com estande exclusivo para os produtos BRP.

No espaço, o público pode conferir os veículos off-road da Can-Am, com destaque para os quadriciclos Outlander e os UTVs Maverick e Defender. As motos aquáticas da Sea-Doo, nas linhas Spark, GTR e RXT-X, também atraem os olhares. “Os produtos chamam muita atenção do público e o contato direto gera ótimos negócios”, contou Fabrício Guerra, da Guerra Náutica. A concessionária BRP possui três lojas em Minas Gerais: Uberlândia, Capitólio e Escarpas do Lago.

“Os visitantes utilizam bastante as motos aquáticas e os veículos da Can-Am em suas propriedades rurais e em passeios com familiares e amigos”, continuou Guerra. Além da concessionária BRP, a FEMEC 2018 traz os principais fabricantes e revendedores de máquinas agrícolas, equipamentos e diversos produtos e serviços voltados para a produção agropecuária. A programação ainda inclui palestras e clínicas tecnológicas, com acesso livre e estacionamento gratuito aos visitantes.

Araçatuba (SP) recebe as feras do Campeonato Brasileiro de Rally Baja

Cristiano vicente

Com 36 UTVs inscritos, Rally Poeira é inédito no calendário nacional; Rodrigo Varela defende liderança da categoria com o Can-Am Maverick X3

Fonte: Mundo Press
Fotos: Cadu Rolim/DFotos

A cidade de Araçatuba, no interior paulista, está pronta para receber o Rally Poeira neste fim de semana (24 e 25). Patrocinado pela Can-Am, o evento é inédito no calendário do Campeonato Brasileiro de Rally Baja e soma pontos para a terceira e a quarta etapas. O maior grid será o da categoria para UTVs, com 36 inscritos, sendo que a prova ainda reúne motocicletas e quadriciclos. As feras da modalidade poderão ser vistas de perto no Recinto de Exposições Clibas de Almeida Prado, com acesso livre ao público.

Os competidores percorrerão pouco mais de 153 quilômetros em cada dia de disputas, incluindo 114,06 km de trechos cronometrados. O piloto paulista Rodrigo Varela saiu na frente nas primeiras etapas e quer continuar na liderança dos UTVs a bordo do Can-Am Maverick X3, o veículo vencedor do Rally Dakar 2018. Além da classificação geral, Varela está na ponta da tabela da classe UTV Pró Elite. “As disputas estão muito equilibradas. É preciso ser constante, rápido e ter um equipamento extremamente confiável para poder buscar a vitória”, explicou.

Nas etapas de abertura do Brasileiro, realizadas em Minas Gerais, o UTV Can-Am Maverick X3 ditou ritmo e foi a escolha dos 10 mais rápidos na classificação geral da categoria. “Estou com boas expectativas para a prova de Araçatuba, que é novidade no calendário e deve trazer saltos e altas velocidades. O Can-Am Maverick X3 também vai muito bem preparado para o desafio”, acrescentou Rodrigo Varela.

A classe UTV Pró Elite traz outros nomes de peso, como Bruno Varela (irmão de Rodrigo e atual campeão dos UTVs no Rally dos Sertões), Guilherme Cysne (atual campeão mineiro da equipe GP Powersports), Deni do Nascimento (campeão brasileiro de Rally Cross Country da Sanáutica), Maurício Pena Rocha (Quadrijet Racing) e Edu Piano. Todos aceleram o UTV Can-Am Maverick X3.

Na UTV Pró, o catarinense Cristiano Vicente tem o apoio da Sanáutica e estreou no Campeonato Brasileiro de Rally Baja na ponta da tabela da classe. “Eu só tinha competido uma vez, em uma prova no ano passado, e estou muito feliz com os resultados”, contou o piloto. Logo de cara, ele ainda emplacou a oitava colocação na classificação geral dos UTVs.

“Eu sempre fiz trilhas com os amigos, mas além do cheiro da gasolina sempre gostei muito de velocidade. Quando conheci o Can-Am Maverick X3 parecia um veículo de outro planeta, a pilotagem é sem igual e fiquei animado para competir. Estou ganhando experiência, ainda não consegui usar tudo o que o Can-Am Maverick X3 pode oferecer nas trilhas”, concluiu.

Projeto Ideia Fixa em ação – O Ideia Fixa vai “acelerar” nos bastidores do Rally Poeira. As voluntárias do projeto irão realizar ações socioeducativas e culturais às 14h desta sexta-feira (23) na Escola EMEB Ermelinda Geralda da Silva Soga, em Araçatuba (SP), com a presença de 120 crianças.

Em 16 anos de atuação, o Projeto Ideia Fixa já beneficiou mais de 143 mil pessoas em 17 Estados brasileiros e conta com o apoio da Can-Am. As doações entregues somam 212 toneladas entre móveis, roupas, calçados, alimentos, brinquedos e kits de higiene bucal e pessoal, incluindo a distribuição de mais de 164 mil livros novos e usados.

Programação* – Rally da Poeira
Campeonato Brasileiro de Rally Baja – 3ª e 4ª etapas
Base do evento: Recinto de Exposições Clibas de Almeida Prado, em Araçatuba (SP)

Sexta-feira (23/3)
Das 13h às 18h – Funcionamento da secretaria de prova
14h – Ações sociais do Projeto Ideia Fixa na Escola EMEB Ermelinda Geralda da Silva Soga, em Araçatuba (SP)
Das 14h às 18h – Vistorias técnicas e administrativas
19h – Briefing 20h30 – Largada promocional

Sábado (24/3)
Das 7h às 7h30 – Funcionamento da secretaria de prova e das vistorias técnicas
9h – Largada
Deslocamento inicial: 9,64 km
Trecho Especial: 114,06 km
Deslocamento final: 29,50 km
19h30 – Briefing

Domingo (25/3)
8h – Largada
Deslocamento inicial: 9,64 km
Trecho Especial: 114,06 km
Deslocamento final: 29,50 km
15h – Premiação.

terça-feira, 20 de março de 2018

Ducati começa venda da Panigale V4 Speciale no Brasil por R$ 269 mil

Moto derivada da MotoGP tem motor V4 de 226 cavalos de potência

Publicado no Portal G1 em 20/03/2018
Ducati começou a pré-venda de sua nova esportiva V4 Panigale no Brasil, modelo que substitui a 1299 Panigale. Com tecnologia derivada da MotoGP, a primeira versão a chegar é a edição limitada Speciale que pode ser reservada nas concessionárias da empresa no país.
Para adquirir a moto, que tem apenas 1.500 unidades numeradas pelo mundo, é necessário fazer o pagamento de 20% do valor da moto, ou seja, R$ 53.800. De acordo com a fabricante, somente 3 unidades estarão disponíveis para o Brasil no momento e elas chegam em setembro

Pela primeira vez, a montadora italiana aposta em um motor de 4 cilindros para a produção em massa, sendo que antes a sua marca registrada eram os motores de 2 cilindros, como o da Panigale 1299.
Na Speciale, o V4 de 1.103 cc rende 226 cavalos de potência, 12 a mais que a versão V4, para apenas 174 kg.

Dispositivos de segurança da Panigale V4 Speciale
Modos de pilotagem;
Modos de Potência;
Bosch Cornering ABS EVO;
Ducati Controle de Tração (DTC) EVO;
Ducati Wheelie Control (DWC) EVO;
Ducati Slide Control (DSC);
Controle de Freio do Motor (EBC) EVO;
Calibração Automática de Pneus.

Itens de série
Ducati Power Launch (DPL);
Ducati Quick Shift (DQS) up/down EVO;
Farol em LED completo com luz diurna (DRL);
Suspensão eletrônica Ducati (DES) EVO com suspensão e amortecedor Ohlins;
Botões de ajuste rápido;
Rodas de alumínio forjadas Marchesini;
Defletor dianteiro / traseiro de fibra de carbono;
Alça superior usinada com número de identificação.

Equipe Yamaha conquista quinto lugar no FIM MXGP

Jeremy Van Horebeek

Na prova mais fria da história do mundial, Yamaha marca importantes pontos no Campeonato Mundial de Motocross

Mesmo diante de baixíssimas temperaturas, milhares de fãs se reuniram para assitir de perto a segunda rodada do Campeonato Mundial FIM Motocross em Valkenswaard, nos Países Baixos.
Romain Febvre, da Monster Energy Yamaha Factory Racing, conseguiu novamente um quinto lugar, enquanto o companheiro de equipe Jeremy Van Horebeek largou na pole posição e abocanhou um terceiro lugar na corrida 1, antes de um infeliz choque colocá-lo fora da disputa na corrida final.

Em uma das condições mais frias já experimentadas no Campeonato Mundial FIM Motocross, Jeremy Van Horebeek, da Monster Energy Yamaha Factory Racing, comemorou sua primeira vitória da Qualifying Race desde o MXGP da Itália 2014, o que lhe deu confiança quando o gate caiu na corrida de abertura do dia.

Na corrida 1, Van Horebeek e seu companheiro de equipe Romain Febvre, ambos ao guidão de uma YZ450FM, conquistaram respectivamente a terceira e sexta posições da corrida.

Na corrida final do fim de semana, Van Horebeek conseguiu um salto brilhante a bordo de seu YZ450FM e perseguiu Antonio Cairoli. Ansioso para repetir a sua incrível performance da Corrida de Qualificação, o belga começou a acelerar o ritmo, mas infelizmente uma enorme queda o deixou fora da disputa pela liderança em função de danos à sua moto.

A próxima rodada do Campeonato Mundial FIM MXGP, ocorrerá no fim de semana de 25 de março no circuito Red Sand de Valência, na Espanha.

BRP Vittacar é destaque em Feira Agropecuária na Bahia

Motos aquáticas Sea-Doo e veículos da Can-Am fazem sucesso na 52ª edição de evento em Vitória da Conquista, prestigiada por cerca de 120 mil pessoas

Fonte: Mundo Press
Fotos: Divulgação/Vittacar

A 52ª Feira Agropecuária movimentou a cidade de Vitória da Conquista, na Bahia. Após seis dias de muitas atrações, incluindo shows musicais, leilões, palestras e a presença de diversos expositores do setor, o evento teve fim neste domingo (18) no Parque de Exposições Teopompo de Almeida. A concessionária BRP Vittacar fez sucesso com estande exclusivo para as motos aquáticas da Sea-Doo e os veículos off-road e roadsters da Can-Am.

A estimativa da organização é de que cerca de 120 mil pessoas tenham prestigiado a Feira Agropecuária de Vitória da Conquista. A expectativa de negócios gerados alcança R$ 100 milhões. “Este é o segundo ano que participamos do evento, considerado uma das principais feiras agropecuárias da Bahia. O saldo foi ótimo, sem dúvidas rendeu bons negócios”, revelou Bruno Ferreguete, proprietário do Grupo Vittacar. A empresa é responsável pelas concessionárias BRP em Teixeira de Freitas (BA), Lauro de Freitas (BA), Vitória (ES) e Linhares (ES).

“O público tem bastante identidade com os produtos BRP. A região possui muitos proprietários de motos aquáticas Sea-Doo e também dos quadriciclos e UTVs da Can-Am para uso em suas propriedades agrícolas”, lembrou Ferreguete. “O estande da Vittacar destacou os quadriciclos da Can-Am e os UTVs Defender e Maverick Trail, lançamentos da marca, além do roadster Can-Am Spyder e da linha Sea-Doo”, concluiu.

Sobre a BRP – A BRP (TSX: DOO) é líder global em design, desenvolvimento, fabricação, distribuição e comercialização de veículos de propulsão e sistemas de propulsão. O seu portfólio inclui motos de neve Ski-Doo e Lynx, embarcações Sea-Doo, veículos Can-Am off-road e Spyder, sistemas de propulsão marítima Evinrude e Rotax, bem como motores Rotax para karts, motocicletas e aeronaves recreativas. A BRP suporta sua linha de produtos com um negócio de peças, acessórios e roupas dedicados. Com vendas anuais de CA $ 4,2 bilhões em mais de 100 países, a BRP emprega aproximadamente 8700 pessoas em todo o mundo.