terça-feira, 19 de junho de 2018

Honda Racing participa da etapa Itupeva da Copa EFX Brasil

Júlio Ferreira

Pilotos da equipe Honda Racing buscam novas vitórias para manter liderança das principais categorias na competição de Enduro FIM

Foto:Renato Fernandes/Mundo Press
A terceira etapa da Copa EFX Brasil, tradicional competição de Enduro FIM do calendário nacional, será disputada neste domingo (24) em Itupeva, interior paulista. A equipe Honda Racing lidera as principais categorias e está pronta para buscar novas vitórias com o mineiro Júlio Ferreira, ponteiro da classe Elite e da classificação geral, e com o carioca Nicolás Rodriguez, primeiro colocado da E1. O time vermelho também está na frente na disputa por equipes.

Ferreira observou que se sente bem preparado para o desafio. “Estou muito focado nos treinamentos. Venho fazendo uma boa preparação, tanto na parte física, quanto na parte técnica, e estou pronto para fazer uma boa prova. Itupeva é sempre palco de grandes corridas e estou animado para buscar mais uma vitória”, disse o piloto, que acelera a motocicleta Honda CRF 450RX.

Triunfos, aliás, foram os únicos resultados obtidos pelo piloto da Honda Racing nas duas primeiras etapas da competição. “Penso apenas na próxima corrida, sem me preocupar com a pressão de vencer. Quero sempre ganhar e, se isso acontecer, vou manter a liderança e a invencibilidade na Copa EFX”, concluiu.

Companheiro de equipe de Ferreira, Rodriguez compete com a Honda CRF 250R. Além de liderar a categoria E1, ele ocupa o terceiro lugar na classificação geral do campeonato. “Quero fazer uma boa prova, andar em alto nível e, também, me divertir”, afirmou. “A expectativa é buscar o primeiro lugar, sempre que subo na moto eu busco a vitória”, completou o carioca.

A prova terá um percurso de aproximadamente 30 km por volta (serão quatro, no total, sendo que a primeira servirá para reconhecimento de traçado), com dois controles de horário e três testes cronometrados. Com entrada franca, o evento terá como base a Pista Kalango Cego. A equipe Honda Racing de Enduro FIM conta com o patrocínio da Honda, D.I.D correntes e Mobil.

Serviço:
Copa EFX Brasil 2018 - 3ª etapa
Base do evento: Pista Kalango Cego, Itupeva (SP)
Entrada franca

Domingo (24/06)
7h - Abertura da secretaria
7h30 - Início da vistoria técnica e entrada no parque fechado
8h45 - Briefing técnico aos pilotos e equipes
9h - Início das largadas com os primeiros pilotos
10h - Fim da vistoria técnica e entrada no parque fechado
10h - Fechamento da secretaria
15h - Previsão da premiação aos campeões
17h - Encerramento das atividades

Pilotos da Equipe KTM Sacramento conquistam vitórias no RS e PR

                               Gustavo Pellin

Gustavo Pellin, Willian Palandi e Cassiano Tebaldi faturam suas categorias no Gaúcho Borilli Racing de Enduro. Loandro Anton mantém invencibilidade no Campeonato Paranaense da modalidade

O domingo, dia 17, foi de vitórias para a KTM Sacramento no sul do país. Os pilotos que representam a equipe se destacaram em duas das principais competições estaduais de enduro: os campeonatos Gaúcho e Paranaense.

A cidade de Erechin foi sede da terceira etapa da temporada no Rio Grande do Sul, que reuniu mais de 130 pilotos. Gustavo Pellin foi o mais rápido entre todos, vencendo na Geral e na categoria E2. "Foi uma prova muito técnica, uma das mais pesadas do Campeonato Gaúcho Borilli Racing de Enduro até agora. Teve bastante trilha lisa, subidas com muita raiz pra passar, um nível técnico maior, que eu gosto bastante", disse o piloto que compete com uma KTM 350 EXC-F.

Cada volta da competição contou com quatro trechos cronometrados. "Tinha um Cross Teste em uma pista pequena, uma especial bem longa de uns oito minutos e outras duas especiais mais travadas de cinco minutos cada uma, mais ou menos. Consegui andar bem, não arrisquei tanto, abri uma diferença boa e depois só mantive até o final da prova. Foi muito bom para o campeonato, deu tudo certo", explicou Pellin.

Willian Palandi liderou a E1. "Foi um verdadeiro enduro FIM. Especiais com pedras e raízes, bem típicas da região. O tempo colaborou, com Sol, o que fez com que um número grande de pilotos participasse. Para mim foi muito bom pois somei pontos importantes para o campeonato, venci na categoria E1 e fiz um quinto lugar na geral. Acredito que esses pontos podem ser decisivos, mas estamos na terceira etapa, tem muita coisa pra acontecer ainda", avaliou Palandi que acelera uma KTM 250 EXC-F.

Na E40, Cassiano Tebaldi determinou o ritmo e garantiu o topo do pódio. "Além do frio a prova foi técnica, com muitas subidas com pedras e trechos com muitas canaletas, exigindo concentração. Fui feliz em cometer poucos erros e conseguir um bom resultado", destacou o veterano.

Além destas três vitórias, a equipe KTM Sacramento ainda contou com Maurício Rizzon na quarta colocação da E2. A quarta etapa do Campeonato Gaúcho Borrili Racing de Enduro está prevista para o dia 8 de julho, em Vanini.

Pelo Campeonato Paranaense de Enduro FIM, o destaque foi Loandro Anton que dominou a terceira etapa da competição, em São João do Triunfo, na região Sudeste do estado. Com a vitória na categoria principal E1, Loandro manteve a invencibilidade na temporada do estadual com sua KTM 250 EXC-F.

A corrida teve como base a Fazenda São Judas Tadeu, onde cinco Cross Testes e um Enduro Teste desafiaram os competidores. "Foi uma prova bem técnica e pesada, com muito barro, pois choveu a semana toda. Caí três vezes, mas nada grave. Foram quatro voltas de 20 quilômetros, divididos em seis especias", comentou o campeão.

A quarta etapa, que abre a segunda metade da temporada, está programada para o dia 29 de julho, na cidade de Apucarana-PR.

Dafra Next 300 chega às lojas por R$ 14.590

Motor ficou mais potente e agora chega a 27 cavalos. Modelo também recebeu freios do tipo combinado.

Publicado no Portal G1/Auto Esporte em 18/06/2018
Comentário: Nilson Silva
presentada no Salão Duas Rodas 2017, a nova Dafra Next 300 chegou às concessionárias da empresa no Brasil. O modelo é uma evolução da antiga Next 250 e custa R$ 14.590.

A principal novidade da moto está em seu motor que ficou maior, passando de 249,5 cc para 278 cc. Isso fez com que a motocicleta ganhasse potência e chega agora a 27 cavalos - antes, eram 25 cavalos de potência.
Apesar do aumento de potência, houve uma pequena perda de torque, que passou de 2,75 kgfm para 2,65 kgfm.

O modelo segue com câmbio de 6 marchas e regulagem de 4 níveis na embreagem. Outra novidade da Next é o freio combinado (CBS), que reparte a frenagem entre o eixo dianteiro e o eixo traseiro.
Montada em Manaus, a Next é um produto da SYM, marca de Taiwan que possui parceria com a a Dafra no Brasil.

Apesar de ter o motor um pouco maior, a Next 300 é concorrente dos modelos urbanos de faixa de cilindrada de 250/300. Honda CB Twister (a partir de R$ 13.990) e Yamaha Fazer 250 ABS (R$ 15.290) são suas principais rivais.

Nosso Comentário:
Quando a gente entra no site atual da Dafra, com apenas 7 produtos, dos quais 5 são scooters, tem-se a impressão de Xepa, de fim de feira. Uma montadora que já apresentou bem mais que 12 motocicletas, e com representante em praticamente todos os estados do Brasil, agora está em ritmo muito lento. Os produtos também por si só não se sustentam. Não tem credibilidade, saem logo de linha. Esperamos que esta reformulação desta moto street seja a nova queridinha dos brasileiros, que caia no gosto popular e que não saia logo de linha. Não temos informações sobre a garantia, que aliada  á redução do número de concessionárias, com certeza gera insegurança nos consumidores.

terça-feira, 12 de junho de 2018

Yamaha de 3 rodas começa a ser vendida na Europa por 15 mil euros

Valor seria equivalente a R$ 67 mil no Brasil. Até então, montadora tinha apenas scooters com a configuração de 3 rodas.

Publicado no Portal G1 em 11/06/2018
A Yamaha começou a vender na Europa a Niken, sua primeira moto de 3 rodas. Em versão única, a motocicleta custa 15 mil euros, o que é equivalente a R$ 67 mil.
Até então, a tecnologia de 3 rodas só era empregada em scooters, como o Tricity, mas a montadora agora deu um passo adiante em sua utilização.
A Niken não pode ser considerada um simples triciclo porque as duas rodas da frente estão muito próximas e elas inclinam nas curvas como uma moto de apenas 2 rodas. Os triciclos tradicionais utilizam rodas em paralelo como as de um eixo de carro e não possuem essa mobilidade.
Outro fator é que a tecnologia não impede quedas, mas busca sim trazer mais segurança e estabilidade em curvas, quando comparada a uma moto de apenas 2 rodas.

O modelo utiliza como base o motor de 3 cilindros da MT-09, com 847 cc de cilindrada e 3 cilindros. A Niken também é recheada de controles eletrônicos, como freios ABS, controle de tração, quick-shifter e controle de velocidade.

Nosso Comentário:
Pode ser mais tecnológica, mais segura, mais vanguardista. Mas tem uma aparência teratológica, algo como gêmeos siameses, ou uma figura mitológica de 2 cabeças. As vendas dirão se a Montadora dos três diapasões acertou, ou se esse foi mais um tiro na água.

Bruno Crivilin, Da KTM vence no Brasileiro de Enduro FIM

Maiara Basso lidera no feminino, com 16 pontos de vantagem

A quarta etapa do Campeonato Brasileiro de Enduro FIM aconteceu no último final de semana, dias 9 e 10 de junho, pelo sexto ano consecutivo no município de Aracruz, no interior do Espírito Santo.

Bruno Crivilin, piloto da Orange BH KTM Racing, venceu a etapa nas categorias Enduro GP, que reúne os mais rápidos da competição, e E1, direcionada às motos de 250 cilindradas. Com isso, Crivilin segue líder das duas categorias. Vinícius Calafati, seu companheiro de equipe, conquistou o lugar mais alto no pódio da categoria E2 (motos de 450 cilindradas) e o em segundo lugar na categoria Enduro GP.

Da equipe Sacramento Racing, Gustavo Pellin conquistou o terceiro lugar na categoria E2, sua mesma posição na classificação geral, até o momento. Na categoria E35, Anderson Vieira, continua no segundo lugar da classificação geral, com apenas 15 pontos atrás do primeiro lugar, enquanto Maiara Basso lidera com 16 pontos de vantagem na categoria Feminina.

A quinta etapa da competição será realizada nos dias 30 de junho e 1º de julho em Marzagão, Goiás.

sábado, 9 de junho de 2018

Brasileiro de Motocross - Pilotos Honda Racing lideram os treinos classificatórios da MX1

Hector Assunção

Hector Assunção é o mais rápido da categoria, seguido por Jetro Salazar; Corridas serão neste domingo (10) em Nova Alvorada do Sul (MS)

Fonte: Mundo Press
Fotos: Idário Café
Os pilotos da equipe Honda Racing terão prioridade no gate da categoria MX1 na quarta etapa do Campeonato Brasileiro de Motocross. O paulista Hector Assunção cravou 1min25seg082 e fez o melhor tempo dos treinos classificatórios, realizados neste sábado (9), seguido pelo equatoriano Jetro Salazar (1min25seg618). As corridas estão marcadas para este domingo (10) no motódromo Pedro Stradiotti, em Nova Alvorada do Sul (MS), com entrada franca ao público.

Na classe MX2, o líder Gustavo Pessoa foi destaque ao confirmar o segundo melhor tempo do classificatório: 1min27seg365. Os pilotos Honda Racing também buscam a vitória na corrida da categoria Elite MX, que reúne os mais rápidos da competição e é liderada por Jetro Salazar.

As disputas terão como palco uma pista de 1.300 metros, marcada por terreno arenoso. O circuito mede oito metros de largura e apresenta 24 obstáculos, entre kings, duplos, triplos, costelas e mesas.

Hector Assunção tem boas recordação da pista de Nova Alvorada do Sul. “Há exatos seis anos, a quarta etapa do Brasileiro foi realizada neste mesmo local e eu ganhei os treinos cronometrados e a corrida, só que na MX2. Espero que a história se repita agora na categoria MX1”, afirmou.

O piloto, que compete com a motocicleta Honda CRF 450R, gosta de acelerar na areia. “Eu me soltei bastante na pista e estou animado para a corrida. A pista de areia traz muita diversão e ainda permite que a gente seja mais agressivo nas baterias. Espero largar na ponta e fazer ótimas provas, porque já mostrei que tenho velocidade.”

Gustavo Pessoa classificou a pista do Mato Grosso do Sul como a melhor da temporada até o momento. “O terreno de areia é maravilhoso para acelerar, sem dúvidas as corridas serão um ótimo espetáculo para o público. Vou brigar pelo melhor resultado nas corridas”, concluiu o ponteiro da MX2. Ele utiliza a motocicleta Honda CRF 250R, assim como o companheiro de equipe Lucas Dunka, também confirmado nas corridas.
A equipe Honda Racing de Motocross conta com o patrocínio de Honda, Alpinestars, Bell, D.I.D e Mobil.

Serviço:
Campeonato Brasileiro de Motocross - 4ª etapa
Base do evento: ​Motódromo Pedro Stradiotti, em Nova Alvorada do Sul (MS)
Entrada gratuita

Programação:
Domingo - 10/6
Warm up
Das 8h45 às 9h05 – MX2 / MX2Jr
Das 9h15 às 9h35 – MX1
Das 9h45 às 10h – MX4 / MX5
Das 10h10 às 10h25 – MXJr

Provas
11h40 - MX2 / MX2Jr (30 minutos + duas voltas)
12h40 - MX1 (30 minutos + duas voltas)
13h35 - MX4/MX5 (15 minutos + duas voltas)
14h05 - MXJr (20 minutos + duas voltas)
14h35 - Pódio das categorias MX2Jr, MXJr, MX4 e MX5
15h - Elite MX (pilotos mais bem classificados da MX1 e da MX2 - 30 minutos + duas voltas)
15h50 - Pódio das categorias Elite MX, MX1 e MX2.



sexta-feira, 8 de junho de 2018

Kawasaki Z900 RS chega ao Brasil em julho por R$ 48.990

Moto de visual clássico tem controle de tração, freios ABS e embreagem deslizante assistida de série.

Publicado no Portal G1 em 08/06/2018
Kawasaki revelou o preço da Z900 RS, que foi apresentada no Salão Duas Rodas 2017, e chega às lojas em julho próximo.

O modelo de visual retrô e comportamento esportivo custará R$ 48.990, trazendo controle de tração, freios ABS e embreagem deslizante assistida de série.

A Z900 RS utiliza como base a Z900 atual, mas sua inspiração vem da Z1 dos anos 70, por isso o visual extremamente clássico.

Com 948 cc e 4 cilindros, o motor rende 109 cavalos de potência a 8.500 rpm e 9,7 kgfm de torque.
Apesar da 'cara de antiga', a Z900 RS é uma moto moderna com direito a 2 modos de utilização do controle de tração e painel de LCD.